Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Ensino da matemática é tema de seminário para dirigentes municipais de educação

Encontro ocorre nos dias 26 e 27 de outubro e vai discutir a importância da matemática e o papel fundamental dos gestores educacionais na mobilização das redes de ensino para aumentar os índices de aprendizagem


Dados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) de 2018 apontam que o Brasil ocupa a última posição do ranking em desempenho na matemática, empatado com a Argentina. O cenário atual é mais delicado a partir dos impactos da pandemia da Covid-19, pois, segundo estudo do Instituto Unibanco e o Insper, a proficiência na matéria pode ter reduzido até 10 pontos para estudantes que concluíram a 2ª série do Ensino Médio em 2020. 

É pensando neste cenário que, nos dias 26 e 27 de outubro, ocorre o 3º Seminário Mentalidades Matemáticas”. Realizada pelo Instituto Sidarta, esta edição será focada nas secretarias municipais de educação de todo o  Brasil. O evento tem  parceria com o Itaú Social e apoio do IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada). 

O objetivo da ação é discutir sobre a importância da matemática e o papel fundamental dos gestores educacionais na mobilização das redes de ensino para aumentar os índices de aprendizagem. Os secretários de educação serão convidados a refletirem sobre os dados compartilhados e juntos articularem estratégias para enfrentar este cenário  nos próximos anos. Ao final, será compartilhada uma agenda propositiva, com ações e iniciativas para o ensino da disciplina.

O seminário abordará a metodologia Mentalidades Matemáticas, que se baseia em estudos da neurociência para derrubar mitos como o de que “a matemática é para gênios”, e mostrar que errar faz parte do processo de aprendizagem. Criado pela professora de Educação Matemática de Stanford Califórnia (EUA) Jo Boaler, o programa defende o ensino de uma matemática aberta, visual, criativa e mais equitativa.

“Historicamente, a aprendizagem da matemática é um desafio no contexto brasileiro, principalmente se considerarmos alunos mais atingidos pelas consequências das desigualdades sociais, com ênfase na questão de gênero. Estes resultados significam que mais estudantes podem se beneficiar com a metodologia e é fundamental colocá-la à disposição de todos os municípios e estados brasileiros”, explica a  coordenadora de implementação regional do Itaú Social, Claudia Petri. 

Confira a programação completa:

26 de outubro

9h – Abertura
9h30 – Ágora Neurociência: palestrantes: Jo Boaler, professora de Educação Matemática da Universidade Stanford Califórnia (EUA); Carla Tieppo, neurocientista e pesquisadora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Charles Bezerra, doutor em inteligência artificial pelo Illinois Institute of Technology da Califórnia (EUA). Mediação: Claudia Siqueira, diretora pedagógica do Instituto Sidarta.
10h30 – Ágora Economia: Vitor Magnani, presidente da Associação Brasileira Online to Offline e do Conselho de Comércio Eletrônico da FecomercioSP; José Alberto Cuminato, diretor do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão do CeMEAI (Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas a Industria) – USP; e Carolina da Costa, doutora em Cognição e Educação pela State University of New Jersey (EUA), professora de pensamento-crítico e inovação do Insper e sócia da Mauá Capital. Mediação: Ya Jen Chang, presidente do Instituto Sidarta.
11h20 – Ágora Equidade: Pia Wong, professora da Universidade do Estado da Califórnia; Carlos Cabana, professor de matemática na Califórnia; Sonia Dias, coordenadora de Implementação Municipal do Itaú Social. Mediação: Claudia Siqueira, diretora pedagógica do Instituto Sidarta.
14h – Ágora Evidências de Aprendizagem (apresentação do Programa Mentalidades Matemáticas): Cathy Williams, cofundadora e diretora-executiva do Centro de Pesquisa Youcubed da Universidade Stanford; Jack Dieckmann, diretor do Centro de Pesquisa Youcubed da Universidade Stanford; e Elisa Sena, professora de Matemática e de Ensino de Matemática na Universidade Federal de Alagoas (UFAL); Henrique Marins, professor do Instituto Federal de São Paulo. Mediação: Marina França, coordenadora pedagógica do Mentalidades Matemáticas.
15h – 18h – Vivências – experimentação da abordagem

Dia 27 de outubro

9h – Ágora Matemática na Era Digital: Jo Boaler, professora de Educação Matemática da Universidade Stanford; Roberto Imbuzeiro, pesquisador do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA); Karla Oliveira Esquerre, professora associada da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e coordenadora do Projeto Meninas na Ciência de Dados. Mediação: Ya Jen Chang, presidente do Instituto Sidarta.
10h – Vivências – experimentação da abordagem
Compromisso – encontro para celebrar o termo de colaboração e compartilhar a agenda propositiva de ações e iniciativas sobre a área de matemática.
12h – Encerramento

3º Seminário Mentalidades Matemáticas
Quando: 27 e 28 de outubro – terça e quarta-feira
Horário: 9h às 18 (1º dia) e das 9h às 12h (2º dia)
Inscrições: clique aqui 

Saiba mais