Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca

AGÊNCIA DE

Notícias

Institucional

Polo lança percurso formativo para apoiar a recuperação de aprendizagem de estudantes

O ambiente de formação do Itaú Social lança cursos para apoiar ações pedagógicas com foco na redução da desigualdade do ensino após 279 dias sem aulas presenciais


O fechamento das escolas provocado pela pandemia da Covid-19 resultou em quase 280 dias sem aulas presenciais, de acordo com o Censo Escolar 2021. Esse tempo do estudante sem frequentar presencialmente a sala de aula gerou riscos para a educação, como a perda de aprendizagem e o abandono escolar. Para enfrentar estes desafios, o Polo, ambiente de formação do Itaú Social, lançou o percurso “Recuperação das Aprendizagens”.

O percurso disponibiliza, gratuitamente, seis cursos que oferecem estratégias e ferramentas pedagógicas para potencializar o planejamento educacional da rede e das escolas, contribuindo com ações focadas na redução das desigualdades ampliadas pela pandemia e garantindo o direito às aprendizagens de todos os estudantes.

Cada curso pode ser feito de forma independente, porém existe uma relação sequencial entre as formações, pois as temáticas se complementam, considerando os objetivos de aprendizagem e os conteúdos de cada um dos cursos, proporcionando uma formação ampla sobre o tema e uma atuação mais sistêmica na rede.  Por meio do mapa do percurso é possível  direcionar os estudos, considerando as demandas prioritárias da sua rede.

Produzidos em parceria com a Comunidade Educativa CEDAC, cada curso tem duração de quatro horas, exceto o “Busca Ativa”, com duas horas e parceria da Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação) e UNICEF. Conheça os cursos:

Busca Ativa Escolar: garantia integral de direitos de crianças e adolescentes: tem o objetivo de apoiar municípios e estados na realização de uma pesquisa que possa identificar o risco de  evasão escolar de criança e adolescente, além de apoiar no acionamento dos serviços da rede de proteção, na realização da (re)matrícula e no acompanhamento dos estudantes para garantir sua permanência na escola.

Acolhimento e clima escolar: visa apoiar a equipe da secretaria de Educação no planejamento e atuação que considere como premissas o acolhimento da comunidade escolar e a necessidade permanente de atenção ao clima escolar como um dos fatores centrais para a aprendizagem de estudantes e atuação de educadores. 

Flexibilização curricular: oferece estratégias no planejamento pedagógico  da rede de ensino, considerando a priorização curricular em caráter emergencial.

Avaliação diagnóstica: contribui para avaliação diagnóstica na rede, considerando a necessidade de compreender as diferentes aprendizagens dos estudantes e como foram impactadas pelas oportunidades educacionais desiguais durante a pandemia. 

Reorganização das atividades pedagógicas: possui o objetivo de apoiar o planejamento pedagógico considerando a necessidade de recomposição das aprendizagens e os novos tempos e espaços de ensinar e aprender.

Acompanhamento das aprendizagens: tem como proposta aprimorar a avaliação e acompanhamento das aprendizagens dos estudantes, a fim de que a sua recomposição possa ser efetivada. 

O lançamento do percurso ocorreu no 2º Seminário Melhoria da Educação, que reuniu dirigentes municipais, gestores e equipes técnicas para debater sobre as estratégias para recuperação das aprendizagens, especialmente para estudantes que estão em situação de vulnerabilidade social agravada pela pandemia.

O Polo
O Polo foi lançado em 2019 com o objetivo de promover a aprendizagem contínua e garantir aplicações práticas que respondam aos principais desafios da educação. Durante este período, alcançou a marca de mais de 110 mil usuários, entre docentes, gestores de educação e representantes de OSC (organizações da sociedade civil), além de ter emitido mais de 80 mil certificados.