Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca

AGÊNCIA DE

Notícias

Institucional

Estudantes de Goiás propõem soluções para problemas sociais em projeto de pesquisa

Meio ambiente, racismo, violência, mobilidade urbana e intolerância religiosa são alguns dos problemas que os estudantes identificaram em seu território


Estudantes de sete escolas públicas de Goiás participaram de um estudo que buscou identificar os problemas locais e elaborar possíveis soluções para sua rua, bairro e território. Esse método de ensino foi desenvolvido pelo curso de Geografia da Universidade de Lisboa e foi tema da pesquisa“Nós Propomos! Goiás: construção do pensamento geográfico e atuação cidadã dos alunos dos Anos Finais do Ensino Fundamental”.

O estudo foi realizado a partir do apoio do Itaú Social e da Fundação Carlos Chagas, por meio do edital “Anos finais do ensino fundamental: adolescências, qualidade e equidade na escola pública”, e teve a coordenação da doutora da UFG (Universidade Federal de Goiás), Karla Annyelly Teixeira de Oliveira, com a supervisão da doutora da UFGD (Universidade Federal da Grandes Dourados (UFGD), Eunize Caldas Pesanha.

Confira o sumário executivo da pesquisa

Para chegarem à conclusão sobre os problemas que deveriam ser enfrentados, os estudantes se apoiaram em questionários, entrevistas com os moradores e trabalho de campo. Em geral as propostas envolviam um processo informativo com a população local e indicações de ações para o poder público e para a comunidade escolar.

Durante a pesquisa, os assuntos que mais chamaram atenção dos estudantes foram:

  • Meio ambiente; 
  • Étnico-raciais,
  • Violência,
  • Mobilidade urbana, 
  • Intolerância religiosa, 
  • Migrações,
  • Patrimônio cultural/ambiental; e 
  • Qualidade de vida.

“A metodologia do ‘Nós Propomos! Goiás’ foi desenvolvida com êxito, com alunos dos anos finais do Ensino Fundamental. Tudo isso, foi possível em função da mediação didática feita pelos professores de Geografia desses alunos, que assumiram a proposta metodológica e a aplicaram com protagonismo”, conclui a coordenadora do estudo.

Realização do estudo
A dinâmica do projeto de pesquisa se baseia em três ações: estudantes elegem um problema;  vão a campo para identificar sua causa; com base na reflexão e nas informações coletadas, elaboram uma proposta para solucioná-lo. 

A partir dessa dinâmica, os professores e pesquisadores envolvidos avaliarão o impacto da proposta pedagógica na aprendizagem e a formação do protagonismo e de práticas cidadãs entre os estudantes.

O projeto foi realizado durante as aulas da disciplina de Geografia das escolas participantes do estudo. Para contribuir com o método, foram disponibilizados estudos sobre a região metropolitana de Goiás e cinco equipamentos de informática para cada colégio, entre eles notebook, impressora e projetor. A iniciativa envolveu oito professores e alcançou cerca de 110 alunos do 9º ano.

Veja também o resultado das pesquisas:

Assine nossa newsletter

Com ela você fica por dentro de oportunidades como cursos, eventos e conhece histórias inspiradoras sobre profissionais da educação, famílias e organizações da sociedade civil.