Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca

AGÊNCIA DE

Notícias

Institucional

Dia da Infância: Leia com uma criança distribui livros que valorizam história da cultura negra e indígena

A prática da leitura na infância estimula a imaginação e a criatividade, além de muitos outros benefícios para a criança e ao adulto


A experiência da leitura do adulto com a criança é importante para o fortalecimento de vínculos afetivos, além de ser uma oportunidade de participar ativamente na educação desde os primeiros anos. Neste Dia Nacional da Infância (24/08), o Itaú Social estimula essa prática por meio do programa Leia com uma criança.

Iniciado em 2010, o Leia com uma criança – antigo Leia para uma Criança – já distribuiu cerca de 63,5 milhões de livros físicos gratuitamente. Foi o primeiro programa a receber o Prêmio Jabuti na categoria Fomento à LeituraSeu objetivo é incentivar a prática  do adulto para e com a criança, estimulando a imaginação, criatividade, empatia, análise crítica e entre outros benefícios.

Leia para uma Criança: 10 anos de histórias

Durante esse período, centenas de escolas e organizações da sociedade civil receberam os títulos infantis, para que pudessem, em seus territórios, apresentar a literatura para as crianças, como é o caso do Instituto Moinho Cultural Sul-Americano, localizado no município de Corumbá (MS).

“A biblioteca possui um grande acervo, no qual estão incluídos os livros do programa Leia com uma criança. Para tornarmos esses momentos ainda mais divertidos, temos também uma gibiteca. A formação de leitores é um componente essencial de nossas atividades”, explica a coordenadora do projeto, Mônica Barbosa Macedo.

A iniciativa também oferece oficinas culturais e tecnológicas para as crianças no turno inverso ao da escola, porém são as atividades literárias que mais chamam atenção do público e dos educadores.

Leia com uma criança distribui livros para 1,5 mil municípios

Neste ano, o programa distribuirá dois milhões de livros que apresentam histórias e culturas negras e indígenas. “De passinho em passinho: um livro para sonhar e dançar”, escrito por Otávio Júnior, ilustrado por Bruna Lubambo e publicado pela Companhia de Letrinhas; e o “A pescaria do curumim e outros poemas indígenas”, do escritor Tiago Hakiy – descendente do povo Sateré Mawé – e da ilustradora Taísa Borges, publicado pela Editora Panda Books.

As solicitações podem ser feitas pelas secretarias municipais de educação e organizações da sociedade civil que façam ações de leitura com crianças. O cadastro para solicitar os kits literários deve ser realizado até às 18 horas do dia 2 de setembro na página do programa.

Assine nossa newsletter

Com ela você fica por dentro de oportunidades como cursos, eventos e conhece histórias inspiradoras sobre profissionais da educação, famílias e organizações da sociedade civil.