Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca

AGÊNCIA DE

Notícias

Institucional

Projeto alia letramento estatístico ao trabalho pedagógico interdisciplinar em escolas do município de Rio Grande (RS)

Estratégia pedagógica promove o formação entre docentes e incentiva o protagonismo de estudantes em sala de aula


A pesquisa “Letramento Multimídia Estatístico: Uma interação entre a pesquisa acadêmica e a realidade escolar dos anos finais do Ensino Fundamental” avaliou a implementação do LeME (Programa de Letramento Multimídia Estatístico), desenvolvido em escolas da rede pública municipal da cidade de Rio Grande (RS).

A avaliação e sugestão de atividades em sala de aula foram trabalhadas por meio de formações e conversas com docentes das escolas participantes. Mas foi nos colégios que ocorreu o desenvolvimento do PAE (Projeto de Aprendizagem Estatístico), uma proposta que incentiva planejamentos interdisciplinares e lúdicos, reunindo professores de diferentes áreas de conhecimento e incorporando a participação de estudantes. 

O projeto abre espaço para que os alunos proponham temas a serem abordados em sala de aula, os colocando no centro do processo de aprendizagem e aproximando sua cultura e vivência ao conteúdo pedagógico.

“Diante de tal característica do LeME, sentimentos de prazer, alegria e bem-estar, demonstrados pelos estudantes ao realizarem o PAE, contribuíram não apenas no desenvolvimento do letramento estatístico, como também para combater a evasão escolar”, analisam os pesquisadores.

O estudo foi um dos 14 contemplados pelo edital “Anos finais do ensino fundamental: adolescências, qualidade e equidade na escola pública”, do Itaú Social. A proposta contou com a parceria técnica da Fundação Carlos Chagas e recebeu apoio da secretaria de Município da Educação de Rio Grande e do Centro de Convívio dos Meninos do Mar.

Confira o sumário executivo da pesquisa

O LeME foi iniciado no ano de 2019 em seis escolas públicas municipais, mas, após a interrupção das aulas presenciais em razão da pandemia da Covid-19, duas escolas seguiram no programa. 

Para contribuir com o diálogo e acompanhar o desempenho nas escolas, os pesquisadores organizaram o GIIPEE (Grupo InterNacional Interdisciplinar de Pesquisa em Educação Estatística), que reuniu estudantes de licenciaturas e pós-graduandos da Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

O estudo foi coordenado pela professora Mauren Porciúncula Moreira da Silva e contou com a supervisão da também professora Claudia Romero Codolo de Carvalho.

Edital Anos Finais
O edital de pesquisa “Anos finais do ensino fundamental: adolescências, qualidade e equidade na escola pública” tem por objetivo fomentar, apoiar e disseminar pesquisas que apontem recomendações para a construção de soluções e superação dos desafios no período escolar do 6º ao 9º ano, promovendo a interação entre a academia e a realidade escolar. Ao todo, o edital investiu R$ 3,68 milhões no financiamento das iniciativas de pesquisa. 

Veja também o resultado das pesquisas:

Assine nossa newsletter

Com ela você fica por dentro de oportunidades como cursos, eventos e conhece histórias inspiradoras sobre profissionais da educação, famílias e organizações da sociedade civil.