Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Flipinha 2021 apresenta programação especial para crianças e adolescentes

Festival recebe apoio para acessibilidade do Itaú Social e reúne artistas, autores e docentes para discutir sobre práticas literárias na educação


A cidade de Paraty (RJ) recebe mais uma edição da Flipinha, festa voltada ao público infantojuvenil que antecede a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty). O evento é uma tradição no município e, neste ano, ocorre entre os dias 22 e 27 de novembro. A programação é gratuita e será transmitida pelo Youtube.

Com apoio do Itaú Social para acessibilidade, a iniciativa contará com a presença de autores e convidados que devem refletir sobre as identidades e saberes dos povos originários e comunidades tradicionais, além de dialogar sobre as práticas literárias na formação de crianças e adolescentes. Todas as mesas contarão com tradução e interpretação em libras para pessoas com deficiência.

A coordenadora de Engajamento Social e Leitura do Itaú Social, Dianne Melo, é uma das convidadas para participar da mesa “Dialogando sobre livros em múltiplos formatos acessíveis“, marcada para ocorrer no dia 24 de novembro, às 18h. A atração terá a participação de Yaguarê Yamã, autor do livro “Os olhos do jaguar”, distribuído na campanha Leia para uma Criança de 2021.

Confira a programação:

22 de novembro

  • 9h30 às 11 horas: Mesa 1: leituras e brincadeiras para todas as infâncias – com a participação da pedagoga Sheila Perina e da escritora Simone Mota;
  • 14h30 às 16 horas: Mesa 2: aos mais velhos e aos mais novos… reverências! –  com a participação da historiadora Elaine Marcelina e do artista Juka.

23 de novembro

  • 9 horas às 11 horas: Mesa 3: encontros e experiências na viagem da leitura – com a participação das escritoras Janaina Tokitaka e Índigo;
  • 14h30 às 16 horas: Mesa 4: poemas para ler com palmas – com a participação do poeta Edmilson de Almeida Pereira.

24 de novembro

  • 9h30 às 11 horas: Mesa 5: do encantamento à tradição – com a participação do professor Josias Marinho e da ilustradora Luciana Grether;
  • 18 horas às 19h30: Mesa 6: dialogando sobre livros em múltiplos formatos acessíveis – com a participação do escritor Yaguarê Yamã e da coordenadora de Engajamento e Leitura do Itaú Social, Dianne Melo, Denise Col e Carla Mauch

25 de novembro

  • 9h30 às 11 horas: Mesa 7: a jornada no mundo e a experiência no livro – com a participação da escritora Beatriz Chachamovits e da artista Marie Ange Bordas;
  • 14h30 às 16 horas: Mesa 8: quando as histórias se fazem espelhos – com a participação da artista Ani Gazala e da escritora Heloisa Pires Lima.

26 de novembro

  • 9h30 às 11 horas: Mesa 9: um livro de arte Iny Karajá nas escolas indígenas – com a participação dos professores Waxiaki Karajá e Wahuká Karajá, da antropóloga Rosani Leitão e da artista visual Ciça Fittipaldi;
  • 14h30 às 16 horas: Mesa 10: histórias, memórias e maneiras de contar – com a participação das escritoras Erika Balbino e Rosinha.

27 de novembro

  • 9h30 às 11 horas: Mesa 11: curumins e erês nas redondezas do mundo – com a participação dos escritores Daniel Munduruku e Waldete Tristão;
  • 14h30 às 16 horas: Mesa 12: pé na terra e cabeça nas letras – com a participação dos escritores Kaká Werá Jecupé e Marina Miranda.

Acessibilidade
Nos dias que antecederam a Flipinha ocorreram diversas atividades educativas para o público, entre elas estava a Oficina de Mediação de Leitura Acessível e Inclusiva, realizada nos dias 11 e 12 de novembro pela Mais Diferenças. A iniciativa teve apoio do Itaú Social e abordou o processo de mediação de leitura em contextos que envolvam pessoas com e sem deficiência.

19ª edição da FLIP
Logo em seguida da Flipinha inicia a FLIP, marcada para ocorrer nos dias 27 de novembro a 5 de dezembro e contará com 19 mesas de debates, com participação especial de Margaret Atwood, David Diop, Han Kang, Adriana Calcanhotto, Ailton Krenak e Alice Walker.