Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca

AGÊNCIA DE

Notícias

Institucional

Estudo mostra que mais da metade dos brasileiros já realizou ação voluntária

3ª edição da pesquisa Voluntariado no Brasil, promovida pelo Idis em parceria com o Itaú Social, revela crescimento da ação voluntária nos últimos 20 anos


De acordo com a terceira edição da pesquisa Voluntariado no Brasil 2021, divulgada no dia 27 de abril, mais da metade dos brasileiros fazem ou já praticaram voluntariado. O estudo foi realizado pelo Datafolha e IDIS (Instituto para o Desenvolvendo do Investimento Social), com o apoio do Itaú Social, e apresenta um retrato sobre a ação voluntária no Brasil.

Desde a primeira edição da pesquisa houve um crescimento significativo na atividade voluntária no Brasil, saltando de 18% em 2001 para 56% no novo estudo. Em 2011, o número de voluntários ativos era de 11% da população, já em 2021, a marca chegou a 34%, sendo que deste número, 12% afirmam que fazem atividades com frequência definida, enquanto que 22% realizam ação voluntária sem algum tipo de frequência.

O estudo também aponta que 15% dos voluntários realizam atividades por meio de empresas, sendo que a maioria deles (58%) promove ações com frequência definida. Em relação aos voluntários que atuam por meio de projetos promovidos por empresas, 68% responderam que dedicam mais de 5 horas por mês na prática voluntária. O resultado é 10% maior quando comparado aos voluntários de forma geral (58%). 

Este público também tem preferência maior com projetos voltados a crianças e adolescentes, enquanto que 32% dos voluntários corporativos realizam ou já realizaram ações para a infância, a média dos voluntários em geral é de 25%.

Para contribuir com o crescimento do voluntariado no ambiente corporativo, o Itaú Social possui o programa Mobiliza Itaú, que incentiva e mobiliza colaboradores do conglomerado Itaú-Unibanco. A iniciativa possui 42 comitês, grupos de colaboradores voluntários, que estão espalhados pelo Brasil e promovendo ações durante todo o ano.

Perfil do voluntário
O brasileiro que pratica o voluntariado tem, em média, 43 anos. A maior parte dos voluntários concluiu apenas o ensino médio (50%) e tem renda média de até dois salários mínimos (39%).

A principal motivação que leva a ação voluntária é o sentimento de solidariedade, de acordo com 74% dos entrevistados. A segunda maior motivação é a religião (11%), seguido da vontade de “fazer a diferença” (9%), retribuir algo que recebeu (6%), exercer a cidadania (6%) e melhorar a própria autoestima (4%).

Público
O estudo mais recente mostra que a pandemia da Covid-19 e a crise econômica podem ter influenciado o crescimento no apoio às famílias que vivem em comunidades e às pessoas que estão em situação de rua. Os dois públicos beneficiados foram os que mais cresceram quando comparado com a pesquisa de 2011, saltando de 12% e 5% para 35% e 25%, respectivamente.

Confira as práticas voluntárias mais frequentes

  • 41% – captação e doação de alimentos, produtos de higiene e remédios;
  • 16% – preparo de refeições;
  • 13% – apoio religioso;
  • 10% – prestação de serviço;
  • 9% – promoção de atividade cultural;
  • 8% – ações voltadas à educação;
  • 7% – realizações de eventos comunitários;
  • 7% – apoio em obras, reformas, manutenção etc;
  • 6% – apoio financeiro;
  • 6% – orientação sobre serviços sociais;
  • 5% – prestação de serviço administrativo.

Voluntariado na Educação
Itaú Social, em parceria com o Datafolha, apresentou a pesquisa Voluntariado na Educação de 2021, que demonstra que grande parte dos brasileiros (91%) consideram o voluntariado importante e quase a metade (48%) faz ou já realizou alguma atividade voluntária. A educação está entre as áreas de interesse de atuação voluntária mais citada, indicado por 82% dos entrevistados.

Percurso Voluntariado
A plataforma Polo, ambiente de formação virtual do Itaú Social, possui o percurso formativo sobre Voluntariado. São oferecidos dois cursos e disponibilizados cinco materiais informativos, com vídeos, estudos e artigos que oferecem informações, orientações e dicas sobre como realizar uma ação voluntária que impacte positivamente o território. A formação é gratuita e certificada.