Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Curso orienta desenvolvimento de ações coletivas em prol de crianças e adolescentes

Itaú Social lança o Mapa de Identidades, que tem como objetivo auxiliar as OSCs na construção de diagnóstico colaborativo e de plano de ação coletiva


“Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos”, a frase popular de autor desconhecido ilustra a potência de um trabalho conjunto, ainda mais em comunidade. Organizações da sociedade civil (OSCs), escolas, postos de saúde, unidades de assistência social, entre outros equipamentos públicos podem juntos combater as violações dos direitos de crianças e adolescente.

Mas, como unir diversos atores para um trabalho em rede? Para incentivar e apoiar estas iniciativas de colaboração, o Itaú Social lançou o curso Mapa de Identidades: ação coletiva no território, disponível gratuitamente no Polo.

O Mapa de Identidades tem como objetivo auxiliar as OSCs na construção de um diagnóstico colaborativo e um plano de ação coletiva, com diferentes olhares, todos voltados para identificar as principais oportunidades e também as vulnerabilidades do território, capazes de afetar crianças e adolescentes.

“Na prática, incentivamos as organizações a olharem para dentro do território que atuam. Por exemplo, se uma OSC que já atua com crianças e adolescentes percebe que muitos jovens não frequentam a escola, ela pode tentar reverter esta realidade em parceria com outras organizações e comunidade local”, explica a gerente de fomento do Itaú Social, Camila Feldberg.

É importante que, para um trabalho articulado, os atores entendam as potencialidades e vulnerabilidades que existem ou que possam surgir, tendo como base os direitos fundamentais da criança e do adolescente. “Juntas, poderão conhecer além das vulnerabilidades, as oportunidades do território, contando com a colaboração de diferentes atores, alcançando resultados muito melhores”, diz Camila.

A metodologia, realizada em parceria com o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – CIEDS, tem carga horária de quatro horas e conta com emissão de certificado. Além de vídeo, textos e interação em fórum, o curso disponibiliza as seguintes ferramentas para download:

  • Paletas de Intensidades: registra as potencialidades e os problemas do território, com foco na criança e no adolescente, e indica suas intensidades.
  • Árvores de problemas: identifica os temas prioritários para a construção dos planos de ação, aprofundando a análise de causas e consequências.
  • Plano de ação coletiva e integrada: apoia na elaboração de um plano de forma coletiva, integrando ações já em andamento e apontando novas ações que possam ser aplicadas de forma integrada entre os diferentes atores, para que os resultados sejam potencializados.

Redes de Territórios Educativos
A metodologia utilizada no Mapa de Identidades foi construída a partir das experiências do Programa Redes de Territórios Educativos, realizado pelo Itaú Social e CIEDS. A iniciativa tem como objetivo estimular as OSCs a atuarem de forma articulada, criando redes de territórios educativos capazes de ampliar a oferta de ações para aumentar as oportunidades de aprendizagem das crianças e adolescentes.

O edital para o Fundo de Fomento Redes de Territórios Educativos está com as inscrições abertas até o dia 16 de outubro para projetos dos municípios de São Luís (MA), Aquiraz (CE), Cuiabá e Várzea Grande (MT). Conforme as regras do edital, a iniciativa precisa articular a atuação de, no mínimo, quatro instituições parceiras e um dos pré-requisitos para se inscrever é a realização do curso Mapa de Identidade.