Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Inscrições abertas para fundo de fomento para redes de apoio a crianças e adolescentes


Iniciativa do Itaú Social apoiará projetos desenvolvidos de forma conjunta em cidades do Maranhão, Ceará e Mato Grosso. Inscrições podem ser feitas até o dia 16 de outubro

O Itaú Social lança o edital para o Fundo de Fomento Redes de Territórios Educativos para apoiar projetos realizados conjuntamente por organizações da sociedade civil (OSCs), órgãos públicos, escolas, postos de saúde, unidades de assistência social, entre outros. As propostas de educação integral devem ser direcionadas ao público infanto-juvenil dos municípios de São Luís (MA), Aquiraz (CE), Cuiabá e Várzea Grande (MT).

Confira a live de lançamento do edital

Conforme as regras do edital, a iniciativa precisa articular a atuação de, no mínimo, quatro instituições parceiras. Um dos pré-requisitos para se inscrever é a realização do percurso formativo Mapa de Identidade, disponível no Polo, ambiente de formação do Itaú Social. Nele, os interessados vão produzir um diagnóstico territorial e construir um plano de ação coletivo e integrado. Estes documentos deverão ser anexados no ato da inscrição.

“O fundo pretende valorizar a soma de esforços entre estado e sociedade civil organizada, por meio da atuação articulada, fundamental para promover o desenvolvimento social e reverter os níveis de desigualdade, especialmente no tocante aos direitos de crianças, adolescentes e jovens”, explica a gerente de fomento do Itaú Social, Camila Feldberg.

 Programa

O Fundo de Fomento faz parte do programa Redes de Territórios Educativos, cujo objetivo é contribuir para o fortalecimento das OSCs na elaboração e implementação de estratégias de educação integral, criando laços de confiança e parceria entre os diferentes atores que operam no território.

Em 2019, os 20 projetos selecionados tiveram investimento total de R$ 684,8 mil e beneficiaram diretamente cerca de 8 mil crianças, adolescentes e jovens. Este é o terceiro ano da iniciativa, que contou com 24 encontros e 37 oficinas formativas, além da participação de 97 instituições.

Neste ano, o programa conta com a coordenação técnica do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – CIEDS e parceria com a Fundação André e Lucia Maggi no estado do Mato Grosso.