Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Balada Literária 2021 promove atrações culturais no Brasil, Angola e Moçambique

Evento oferece cinco dias de atrações artísticas e literárias com transmissão virtual


A Balada Literária é uma festa que reúne escritores e artistas com a proposta de valorizar a literatura. Com o apoio do Itaú Social, a 16ª edição do evento ocorrerá nos dias 17 a 21 de novembro, promovendo atrações presenciais e virtuais. A participação é gratuita.

A programação contará com rodas de conversas, apresentações artísticas, exibição de documentário, exposição, oficinas, shows, entre outras atrações culturais. Assim como no ano passado, a festa ocorrerá em formato virtual com transmissão pelo youtube

Uma das convidadas é a coordenadora da área de engajamento do Itaú Social, Dianne Melo, que participará de uma roda de conversa com Camila Araújo,(coletivo Mulheres Negras na Biblioteca), com Wandeth Cunha (Biblioteca Semente Literária, do Maranhão) e os angolanos Adilson Gonçalves (Biblioteca Contr’Ignorância) e Dago (Biblioteca 10padronizada).  O diálogo será apresentado pelo professor e escritor Kaio Carmona.

A festa deste ano conectará as cidades de Salvador (BA), Teresina (PI) e  São Paulo (SP) em uma única edição, além de contar com as participações especiais dos shows da cantora Fernanda Jacob, de Brasília (DF) e da cantora e poeta trans Suzy Shock, de Buenos Aires, Argentina.

Ao longo da programação, a Balada Literária 2021 prestará homenagem à autora Eliane Potiguara, ao coreógrafo Marcelo Evelin, à atriz Vera Lopes e à poeta Geni Guimarães (também homenageada pela Olimpíada de Língua Portuguesa 2021) que abrirá o evento apresentando música e poesia.

Confira a programação completa

Dia 17 de novembro, quarta-feira

A partir das 19h30

  • Abertura da Balada Literária 2021 com a participação dos curadores: Coletivo Mulheres Negras na Biblioteca, Julie Dorrico, Marcelino Freire, Nelson Maca e Wellington Soares;
  • Exibição do documentário “Uma Aldeia em Mim”, de Eliane Potiguara;
  • Show “Zumbizado – Um recital negro”, com Geni Guimarães (homenageada 2021) e família, direto de Barra Bonita, São Paulo.

Dia 18 de novembro, quinta-feira

9h30

  • Café da manhã com Eliane Potiguara, com mediação de Claudiney Ferreira e as participações dos curadores Julie Dorrico, Mulheres Negras na Biblioteca, Marcelino Freire, Nelson Maca e Wellington Soares. 

12 horas

  • Ed Marte e Renato Negrão, direto de Belo Horizonte (MG), anunciam o “Na Hora do Almoço”, especial com atrações da comunidade LGTQIA+. Apresentação da cantora e atriz Suzy Schock, direto de Buenos Aires, Argentina;
  • Acervo: Apresentação de Ao Coral, do especial Balada Literária Mês a Mês.

15h30

  • Conversa entre a poeta Midria, de São Paulo, com o coletivo As Mulheres da Palavra, de Angola. Participação especial do escritor e professor Kaio Carmona, com o apoio do Centro Cultural do Brasil, em Angola.

18 horas

  • Conversa entre o poeta e professor brasileiro Kaio Carmona, direto de Luanda, em Angola, com a escritora angolana Cíntia Gonçalves e os escritores angolanos Gociante Patissa e Lopito Feijó. A atração conta com o apoio do Centro Cultural do Brasil em Angola.

20h30

  • Exibição do documentário “Destrave”, sobre a trajetória do bailarino Marcelo Evelin, com direção de Luíza Sobral;
  • Logo após, uma roda de conversa com o homenageado, sabatinado por Regina Veloso, diretora do Campo, Luiza Sobral, diretora do documentário, e Nayse Lópes, fundadora e editora do site especializado em dança;
  • Wellington Soares anuncia Show literomusical “O Poeta e Sua Hora”, a partir da poética de Mário Faustino, uma realização da Navilouca Produções.

23 horas

  • Sarau Noturno: Arte Negra em Resistência à Pandemia – Artistas da Bahia e de Sergipe que lançaram trabalhos em plena Pandemia, com Marina Ribeiro, Alessandra Sampaio, Reyynam, Prince Àddamo e Leno Sacramento. Apresentação de Nelson Maca.

Dia 19 de novembro, sexta-feira

9h30

  • Café da manhã com Daniel Munduruku, com mediação de Lourenço Mutarelli

12 horas

  • Especial “Na Hora do Almoço”, com Ed Marte e Valéria Barcellos conversando com Divina Valéria. Apresentação de Renato Negrão.

15h30

  • Conversa entre Camila Araújo, do coletivo Mulheres Negras na Biblioteca, com a Dianne Melo, coordenadora da área de engajamento social e leitura do Itaú Social, Wandeth Cunha, da Biblioteca Semente Literária, do Maranhão, ao lado dos angolanos Adilson Gonçalves, da Biblioteca Contr’Ignorância, e Dago, da Biblioteca 10padronizada. Apresentação do professor e escritor brasileiro Kaio Carmona, com o apoio do Centro Cultural do Brasil em Angola.

18 horas

  • Conversa entre a curadora convidada da Balada Literária 2021, Julie Dorrico, e a escritora Carola Saavedra.

20h30

  • Conversa entre Samária Andrade, da Revista Révestres, e Letícia Nascimento sobre “Transfeminismo”, participação especial de Nayara Costa.

23 horas

  • Sarau Noturno: Ellen Lima (RJ, Wassú Cocal), Jamille Anahata (AM) e Sony Ferseck (Macuxi/RR). Apresentação de Julie Dorrico

Dia 20 de novembro, sábado

9h30

  • Café da manhã com Helenice Faria e Mulheres Negras na Biblioteca.

12 horas

  • Sala Paulo Freire com João Silvério Trevisan. Apresentação de Ed Marte e Renato Negrão, com exibição de clipe de Valéria Barcellos e Uma Luiza Pessoa.

15h30

  • Roda de conversa sobre “Direito Irrestrito à Literatura”. Wellington Soares conversa com Dr. Samuel Vida, Dra. Andreia Beatriz e Kassiane Schwingel. Introdução de Wilson Freire, direto de Sertânia (PE).

18 horas

  • Roda de Conversa sobre “Conto Literário Indígena”. Mayra Sigwalt se encontra com Gleycieli Nonato e Lia Minapoty.

19h30

  • Apresentações culturais “Conexão Brasil-Moçambique”, com Sarau Bem Black, em Salvador (BA) e Poetas D’alma, em Maputo, em Moçambique.

20h30

  • Exibição do documentário sobre a trajetória da atriz Vera Lopes, com direção de Ricardo Soares;
  • Roda de conversa “Performance Negra – Cinema, Teatro e Poesia”. Jessé Oliveira (Grupo Teatral Caixa Preta – Rio Grande do Sul), Jorge Washington (Bando de Teatro Olodum – Bahia) e Day Rodrigues (Cineasta -São Paulo) conversam com Vera Lopes, a homenageada da Balada Literária em Salvador;
  • Em seguida, show “Barca Ijexá”. Mestre Jorjão Bafafé canta Ijexás de sua autoria;
  • Matéria Especial “Griotes: tempo e espaço”. Juliane Sousa entrevista duas autoras de diferentes gerações, Marli Aguiar e Zainne Lima.

23 horas

  • Sarau Noturno com participação de Eduardo Ezus, Jomaka, Sued Hosana, Joy Thamires, entre outros poetas do Brasil. Apresentação do coletivo Mulheres Negras na Biblioteca. 

Dia 21 de novembro, domingo

9h30

  • Sala Paulo Freire especial com o professor indígena Maya Kiché, da Guatemala, e Emil Keme. Apresentação de Julie Dorrico. Participação especial do escritor Décio Zylbersztajn e do poeta Emerson Alcalde.

12 horas

  • Roda de conversa LGBTQIA+. A cantora e escritora Valéria Barcellos conversa com Seu Vérciah, Marinalva Santana e Auritha Tabajara. Apresentação de Ed Marte e Renato Negrão.

15h30

  • Tatiana Carvalhedo, direto de Brasília, anuncia o show “Ninguém canta para ninguém” com Fernanda Jacob e a banda Contém Dendê;
  • Entrega do Prêmio Donizete Galvão e participação especial de Ana Tereza Souza, Déborah Dornellas, Diego Ruas e Nicolas Behr.

18 horas

  • Gabriel Pinheiro fala sobre o Sarau dos 15 anos do Centro Cultural b_arco;
  • Show com Heloísa de Lima.

19 horas

  • Vídeo-lançamento de Daniel Minchoni em referência aos 100 anos da Semana de Arte Moderna. Participação de Adrienne Myrtes;
  • A cantora Fabiana Cozza, com a participação de seu pai, Oswaldo Santos, anuncia o homenageado da Balada Literária 2022, sob direção de Emiliano Goyeneche.

19h30

  • Encerramento com o show da banda Kruviana

Especiais

Oficinas Literárias

  • “A Literatura, o Direito e o testemunho em um Brasil que te esquece e te invisibiliza”, com o escritor Paulo Scott, dias 17, 18 e 19 de novembro, das 16 horas às 18 horas;
  • Oficina de cultura guarani e literatura, com a escritora Ju Kerexu (Cacica Guarani) e o escritor Timóteo Popygua (Guarani).

Durante Toda a Programação

  • Exposição “Identidades: futuro ancestral”, com curadoria de Diana Vaz, coordenadora da Pequena Galeria;
  • Videopoesias de autoria do escritor angolano Ondjaki;
  • Trechos da viagem de Julie Dorrico durante a Marcha Nacional das Mulheres Indígenas, em Brasília, em outubro de 2021.