Ir para o conteúdo Ir para o menu
Polo de desenvolvimento educacional

Vencedores nacionais da 10ª edição do Prêmio Itaú-Unicef

Na última quinta-feira (28/11), foram anunciados os vencedores da 10ª edição do Prêmio Itaú-Unicef. As organizações responsáveis pelos quatro projetos vencedores nacionais receberam R$ 100 mil cada. O grande vencedor desta edição recebeu R$ 225 mil. Os prêmios deverão ser usados exclusivamente para execução, ampliação ou manutenção dos projetos vencedores. Além disso, quatro projetos foram contemplados com o título de menção honrosa.

O objetivo do Prêmio é identificar, reconhecer, dar visibilidade e estimular o trabalho de ONGs que contribuem, em articulação com as políticas públicas de educação e de assistência social, para a educação integral de crianças e jovens que vivem em condições de vulnerabilidade socioeconômica.

Criado em 1995 pela Fundação Itaú Social e pelo Unicef, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), o Prêmio já recebeu a inscrição de 14.834 projetos que constituem experiências relevantes desenvolvidas em diversos lugares de aprendizagem.

De acordo com o vice-presidente da Fundação Itaú Social, Antonio Matias, as crianças, adolescentes e jovens precisam de programas e políticas educacionais cada vez mais abrangentes para que tenham acesso a uma formação plena e de qualidade no Brasil. “O tema educação integral se fortalece cada vez mais na agenda social e política brasileira. Pioneiro no reconhecimento de ações socioeducativas que vão além do currículo formal e envolvem diversos saberes e setores da comunidade, o Prêmio dá visibilidade a projetos que podem ser exemplos de boas práticas”, afirma.

“Nós, do Unicef, temos convicção de que o Prêmio Itaú-Unicef é um importante reconhecimento do trabalho realizado por organizações da sociedade civil. São ONGs que contribuem de forma efetiva para o sucesso escolar de crianças e adolescentes e jovens para as políticas públicas de Educação Integral. Não podemos achar natural que uma criança não aprenda os conteúdos correspondentes ao seu ano e que não avance nos seus estudos, completando cada etapa da educação básica na idade adequada. Todas as crianças e adolescentes podem e devem aprender!”, afirma Gary Stahl, representante do Unicef no Brasil.

“As experiências do Prêmio Itaú-Unicef apontam caminhos para a oferta de uma educação de qualidade que promove a equidade e favorece o desenvolvimento integral das crianças e adolescentes, principalmente os que vivem em contextos mais vulneráveis, nos rincões do Brasil ou nas grandes metrópoles. Ao atuar em parceria com as escolas, oferecendo atividades de arte, cultura, esporte e outras, as ONGs participantes do Prêmio ampliam a oferta de educação integral às crianças e adolescentes”, afirma Anna Helena Altenfelder, superintendente do Cenpec.

Confira abaixo os projetos vencedores da 10ª edição do Prêmio Itaú-Unicef

Projeto Virando o Jogo

Fundação Gol de Letra

São Paulo/SP

Projeto Oficinas do Saber

Centro de Educação e Evangelização Popular

Florianópolis/SC

Projeto Comunidade do Ere – Fazendo Arte com Criatividade

Associação Eremim Ação Social de Promoção da Cidadania e Desenvolvimento Humano

Osasco/SP

Projeto Escola de Cidadania preparando os adolescentes para o Futuro

Associação Obras Sociais da Diocese de Abaetetuba

Abaetetuba/PA

Projeto Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural – RPTV

Centro de Documentação e Comunicação Popular – CECOP

Currais Novos/RN

Menção honrosa:

Projeto Espaço Cultural Fazendo Arte

Centro Comunitário Manoel Vitorino

Rio de Janeiro/RJ

Projeto Casa Escola

Verde Cidadania

Paraty/RJ

Projeto Instituto Moinho Cultural Sul-Americano

Instituto Moinho Cultural Sul-Americano

Corumbá/MS

Projeto Ser Criança – Educação Pelo Brinquedo

Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento – CPCD

Araçuaí/MG