Ir para o conteúdo Ir para o menu
Polo de desenvolvimento educacional

Tutores formados pelo Programa Tutoria começam atuar em agosto no Ceará

A tutoria tem sido cada vez mais reconhecida como estratégia edificante de reformas educacionais bem-sucedidas. Alinhada com essa visão, a Secretaria de Educação do Ceará (Seduc – CE) decidiu investir nessa metodologia e, em agosto, inicia a etapa prática de um projeto-piloto desenvolvido desde março, com parceria da Fundação Itaú Social. O primeiro encontro entre os tutores, os tutorados e os diretores das unidades participantes do piloto foi realizado na capital do estado no dia 23 de julho.

A Fundação Itaú Social, a partir de sua expertise nas estratégias de tutoria, foi responsável pela formação de dez técnicos da Seduc que irão atuar como tutores dos Professores Coordenadores de Área (PCAs). Alocados nas escolas, os PCAs operam em toda a rede estadual de ensino médio, com dedicação integral em sua escola. Metade de sua carga horária é dedicada ao trabalho dentro de sala de aula, lecionando; Durante o restante do tempo atuam como formadores de outros professores, por área de conhecimento.

No encontro do dia 23, os PCAs convidados a participar da iniciativa puderam conhecer melhor a metodologia do Programa de Tutoria. “O evento foi uma oportunidade para se conhecerem melhor, para o diretor expor as suas expectativas e os desafios da escola, além de reafirmar o compromisso com todos os envolvidos”, disse a coordenadora de gestão de pessoas da Secretaria de Educação do Ceará, Marta Emilia Silva Vieira.

Vieira também defendeu que o projeto-piloto é uma medida inovadora, pois além de ser uma formação customizada, também estimula o surgimento de novas lideranças escolares. “O tutor não vai dar uma receita pronta para professores e diretores, mas certamente será um apoio importante para esses profissionais, além de qualificar a gestão em sala de aula, fortalecer o uso das avaliações e formar novos líderes”, apontou.

Para Elienae Barroso Pereira, diretor da escola Professor Jociê Caminha de Meneses, que pela primeira vez ocupa um cargo de gestão, o auxílio do tutor será fundamental para traçar abordagens com os docentes. “Por ser uma pessoa experiente e que está fora da escola, ele vai nos ajudar a identificar pontos que passam despercebidos no dia a dia. Espero que juntos possamos definir estratégias para otimizar o uso das avaliações e para motivar os nossos profissionais”, disse.

Sobre o programa de Tutoria da Fundação Itaú Social

Programa Tutoria também está presente nas redes de ensino de São Paulo e Goiás.  Concebido a partir de um projeto-piloto inspirado na reforma educacional de Nova Iorque, a iniciativa foi realizada pela Fundação Itaú Social em parceria com a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, entre 2009 e 2011. Após três anos de trabalho, foram comprovados resultados positivos na atuação dos professores em todos os indicadores avaliados: planejamento, gestão da sala de aula e avaliação. Para que outras redes de ensino tivessem acesso ao conteúdo, a metodologia foi sistematizada culminando na publicação dos Guias de Tutoria de Área e Tutoria Pedagógica e nos dez vídeos que apresentam as estratégias do Programa, disponíveis no canal da Fundação Itaú Social no Youtube.