Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Seminário reúne profissionais da educação em Brasília

Promover uma reflexão sobre práticas didáticas e ações de formação de professores, explorar possibilidades do ensino de língua portuguesa com foco na escrita e intensificar a interlocução entre práticas didáticas e saberes acadêmicos são os objetivos do Seminário da Olimpíada de Língua Portuguesa: A escrita sob foco: reflexão em várias vozes, que acontece em Brasília, de 29 a 31 de agosto.

O evento é uma iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Participam do seminário cerca de 400 profissionais de três segmentos: 130 professores que já participaram da Olimpíada; 130 técnicos de secretarias de educação, responsáveis pela organização de atividades de formação continuada em Língua Portuguesa; e 130 pesquisadores e formadores ligados a universidades, a centros de formação e a ONGs.

Durante dois dias e meio de atividades, os participantes terão acesso a conferências de especialistas, relatos de práticas de sala de aula e de formação docente e apresentações de teses sobre a metodologia da Olimpíada Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, além de reuniões de trabalho em grupo. Como produto do seminário, os organizadores vão elaborar, para publicação posterior, um documento com orientações sobre o ensino do idioma.

Para o vice-presidente da Fundação Itaú Social, Antonio Matias, o seminário apresenta um formato inovador ao propor a interlocução entre as três diferentes vozes – professores, técnicos e especialistas. Com isso, estimula e dá visibilidade a boas práticas de educação, visando contribuir com a melhoria da qualidade do ensino na escola pública. “A capacidade de leitura e de expressão na linguagem escrita são habilidades essenciais, que abrem portas para a apreensão de conhecimento em todas as áreas. É, portanto, fundamental para garantir o direito de aprender a crianças e adolescentes. O evento é um esforço de formação para que todos tenham esse direito garantido”, afirma.

Amanhã (31/8), a primeira conferência acontece às 8h30. O tema será os desafios para a formação de professores de língua portuguesa, que será conduzido pela professora Roxane Rojo, que é doutora em Lingüística Aplicada ao Ensino de Línguas pela PUC-SP e professora do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada do IEL/UNICAMP. O seminário será transmitido ao vivo, por meio daComunidade Virtual Escrevendo o Futuro .