Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Seminário Internacional Arte, Palavra e Leitura discute educação, tecnologia e Paulo Freire

Edição especial do evento ocorre entre os dias 16 e 19 de março e reúne nomes como Abdeljalil Akkari, Sérgio Haddad, Inés Dussel e Rosa María Torres


“Por uma educação transformadora” é o tema do III Seminário Internacional Arte, Palavra e Leitura, que ocorre virtualmente entre os dias 16 e 19 de março. O evento trará especialistas nacionais e internacionais, que discutirão o legado do educador Paulo Freire, que completa seu centenário este ano, além de assuntos como tecnologia e educação, o valor da escola pública e a formação de leitores.

Realizado pelo Itaú Social e Sesc São Paulo, por meio da unidade do Centro de Pesquisa e Formação, com curadoria da Comunidade Educativa CEDAC e do Instituto Emília, o evento já está com as vagas preenchidas, mas o conteúdo será disponibilizado posteriormente para consulta. 

A terceira edição do seminário seria realizada em março de 2020, mas sua foi adiada por conta do início da pandemia. Os temas centrais do evento foram mantidos por se tornarem essenciais frente à nova realidade, que acirrou ainda mais as desigualdades educacionais, um dos assuntos presentes no pensamento pedagógico de Paulo Freire.

Em 16 de março, o legado do educador será debatido pelo professor de Educação Internacional e Comparada da Universidade de Genebra (Suíça) Abdeljalil Akkari; pelo pesquisador e ativista social Sérgio Haddad; e pelo diretor fundador do Instituto Paulo Freire do Brasil, José Eustáquio Romão. A mediação ficará com a educadora social Bel Santos Mayer.

O valor da escola para além da pandemia será tema de mesa no dia 17 de março. Sob mediação da diretora-presidente da Comunidade Educativa CEDAC, Tereza Perez, o painel terá a participação da ex-ministra da Educação e Culturas do Equador Rosa María Torres; do educador, escritor e produtor cultural Rodrigo Ciríaco; e da poeta e formadora de Slam Interescolar Tawane Teodoro.

A tecnologia, que antes era vista apenas como uma aliada, se tornou ferramenta imprescindível para a continuidade dos estudos durante a suspensão das aulas presenciais. A pesquisadora do departamento de pesquisas educativas do México Inés Dussel, que atua na área das novas tecnologias e mídias na sala de aula; o professor da rede municipal de Paulista (PE) Gláucio Ramos; e a pedagoga do Sesc São Paulo Maria Augusta Maia de Araújo são os convidados da mesa sobre o tema, que ocorrerá em 18 de março. A mediação será realizada pela superintendente do Itaú Social, Angela Dannemann.

“Que leitores queremos formar?”, a pergunta norteará o debate sobre acesso à literatura, com a vencedora de sete prêmios Jabuti, a escritora Marina Colasanti; a pesquisadora em Educação Infantil da Universidade Federal de Minas Gerais Mônica Correia Baptista; e da professora Luciana Gomes. A mediação fica por conta da diretora do Instituto Emília, Dolores Prades.

Confira o currículo dos convidados