Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Programa Leia para uma Criança é finalista do Prêmio Jabuti

Voltado para incentivar a leitura do adulto para e com a criança, programa é realizado há nove anos pelo Itaú e Itaú Social

Desenvolvido pelo Itaú Social e Itaú, o programa Leia para uma Criança está entre os dez finalistas do Prêmio Jabuti. Um dos mais tradicionais reconhecimentos literários do Brasil, a premiação é concedida pela CBL (Câmara Brasileira do Livro). O programa concorre na categoria Fomento à Leitura, por incentivar a leitura do adulto para e com a criança.

Realizado há nove anos, o programa Leia para uma Criança já distribuiu mais de 54 milhões de livros. A proposta é oferecer uma oportunidade de participação ativa do adulto na educação desde a primeira infância, fortalecendo vínculos. O programa também busca ampliar o repertório cultural da criança, por meio da literatura de qualidade, para seu desenvolvimento integral.

De acordo com a coordenadora de Linguagens do Itaú Social, Dianne Melo, estar entre os finalistas do Prêmio Jabuti é um importante reconhecimento.  “O Leia para uma Criança é um programa em constante aperfeiçoamento, tanto na sua distribuição, fazendo com que o livro chegue a quem mais precisa, quanto na qualificação dos mediadores. É uma iniciativa muito potente, transformadora e de alcance bastante significativo”, explica.

Lançada neste mês, a campanha de 2019, disponibilizou 2,4 milhões de exemplares para pessoas físicas, via cadastro no site. Além disso, 1,2 milhão de livros será entregue para crianças matriculadas na rede pública de municípios considerados de alta e muito alta vulnerabilidade, de acordo com monitoramento de indicadores sociais do Selo Unicef, e para municípios parceiros de outros programas do Itaú Social. 

 

Livros da coleção Leia para uma Criança 2019

 

A distribuição também será feita para bibliotecas comunitárias e para instituições que atendam o público de 0 a 6 anos e realizem ações de leitura para a primeira infância. “Partimos do princípio de que, se a literatura é um direito humano, precisamos garantir este direito às crianças”, destaca Dianne. Selecionados por meio de edital público, as obras distribuídas contam com versões acessíveis em braile e fonte expandida. 

Já a qualificação dos mediadores se dá pelo novo curso on-line disponível no Polo, Infâncias e Leituras, e por meio de formações presenciais, sobretudo para os voluntários do banco Itaú, que realizam ações de mediação de leituras em organizações sociais e escolas. “O objetivo é orientar esse adulto, seja ele da família, educador ou professor, sobre como ler para uma criança, a importância da leitura na primeira infância e como fazer a escolha de bons livros”, explica a coordenadora.

 

Prêmio Jabuti

Realizado há seis décadas, o Prêmio Jabuti é constituído por quatro eixos: Literatura, Ensaios, Livro e Inovação. Em sua 61ª edição, homenageia a escritora Conceição Evaristo, também homenageada da Olimpíada da Língua Portuguesa. No dia 31 de outubro, a CBL divulgará os cinco finalistas de cada categoria do concurso. Já a cerimônia de premiação acontecerá no dia 28 de novembro, no auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer.