Ir para o conteúdo Ir para o menu
Polo de desenvolvimento educacional

Olimpíada recebe prêmio internacional

Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro venceu na última quarta-feira (9/12), em Washington, o Prêmio Corporate Citizen of the Américas Award, que reconhece projetos privados de combate à pobreza no continente, cedido pela Fundação pelas Américas, órgão da Organização dos Estados Americanos (OEA). O programa foi premiado na categoria Educação, que comporta projetos promotores do desenvolvimento por meio da educação.

A edição deste ano analisou 50 programas de responsabilidade corporativa de 44 empresas com atuação nas Américas – incluindo iniciativas nos campos da saúde, finanças, agricultura e TI. A escolha foi feita por um comitê composto por especialistas internacionais em CSR e representantes do setor privado, além do secretário-geral assistente da OEA. A cada ano é escolhido um vencedor e menções honrosas.

Os demais finalistas foram Metlife Mexico (México), Scotiabank México (México), AES Brazil (Brasil), Diageo (Reino Unido), Ernst and Young (EUA), Freeport-McMoRan/Mineras Candelaria-Ojos del Salado (EUA/Chile), Western Union (EUA), Telefónica (Espanha) e Banco Compartamos (México).

Segundo o vice-presidente da Fundação Itaú Social, Antonio Matias, esse é mais um importante reconhecimento que o programa recebe ao longo de sua existência. “Em 2002, fomos desafiados pelos baixos resultados do Brasil no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) e, alinhados a esse compromisso no país, decidimos investir em um programa que contribuísse para o melhor desempenho dos alunos”, afirma.

Desenvolvida em parceria com o Ministério da Educação e com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), a Olimpíada é um amplo programa de formação de professores e de desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita para alunos de nível fundamental e médio. No ano passado o programa transformou-se em política pública nacional de ensino, integrada ao Plano de Desenvolvimento da Educação, e alcançou mais de seis milhões de alunos em 98% dos municípios brasileiros.