Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Itaú Social participa do 2º Seminário Colabora Educação, em Brasília

Gerente de Programas Sociais, Tatiana Bello, mediou mesa sobre o trabalho articulado para o fortalecimento dos municípios

A importância dos regimes de colaboração para o desenvolvimento da educação foi tema central do 2º Seminário Colabora Educação, realizado nos dias 05 e 06 de setembro, em Brasília. O Itaú Social foi representado pela gerente de Programas Sociais, Tatiana Bello, que mediou mesa sobre o trabalho articulado para o fortalecimento dos municípios, ao lado da diretora do Instituto Positivo, Eliziane Gorniak.

Mesa contou com a mediação da gerente de Programas Sociais, Tatiana Bello

 

A mesa contou também com a participação do presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Luís Miguel Garcia; da analista técnica da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Mônica Cardoso; do coordenador geral de Apoio às Redes de Educação Básica e Infraestrutura Educacional (SEB/MEC), Alexsander Moreira; e da professora da Rede de Colaboração Intermunicipal de Educação, Gilmara da Silva.

A discussão apresentou alguns exemplos de sucesso com o regime de colaboração entre municípios, que fortaleceram a gestão municipal e a educação pública. Entre eles, os arranjos de desenvolvimento da educação (ADEs) e os consórcios públicos atuantes na área. Também se apontou a necessidade do tema tornar-se prioridade na agenda de educação dos municípios. 

 

Movimento Colabora

O Movimento Colabora tem como objetivo fortalecer a governança e as práticas colaborativas entre os entes federativos no âmbito das políticas públicas de educação. Atua em duas frentes: produção e disseminação de conhecimento, e advocacy junto à comunidade do campo educacional.

Além do Itaú Social, fazem parte do movimento o Instituto Natura, Instituto Unibanco, Movimento Todos pela Educação, Fundação Lemann, Instituto Positivo, Instituto Ayrton Senna, Instituto Conceição Moura e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).