Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Gestão de qualidade

A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e a Fundação Itaú Social lançaram na última sexta-feira (12) um projeto na área de gestão educacional, que pretende aumentar a qualidade de ensino em dez escolas da periferia paulistana (leia abaixo a lista das unidades escolhidas). Todo o modelo é baseado em experiências bem-sucedidas em Nova Iorque, nos Estados Unidos. A idéia é que, sendo bem sucedido, projeto poderá ser replicado em larga escala na rede pública de ensino.

O trabalho será implantado a partir do ano que vem na rede estadual e terá duração de três anos. A meta é criar mecanismos de gestão e supervisão do fazer pedagógico que fortaleçam o compromisso da direção, da coordenação, do corpo docente e das famílias com a aprendizagem de qualidade. O projeto se inspira na experiência inovadora da reforma escolar da cidade americana que, como São Paulo, administra o maior sistema escolar do país. A execução técnica será realizada pelo Instituto Fernand Braudel com acompanhamento da Fundação Itaú Social.

Por serem consideradas pontos críticos no processo de aprendizagem dos alunos, as disciplinas Língua Portuguesa e Matemática terão acompanhamento de especialistas para reforçar o trabalho do professor coordenador. A idéia é estimular esses profissionais a entrar em sala de aula e acompanhar o dia-a-dia de maneira mais efetiva e adequada. Será ainda contratado um coordenador de pais para cada unidade, cuja tarefa será realizar ações para aproximar os familiares da escola e envolvê-los no processo de aprendizagem dos estudantes.

Escolas escolhidas da Diretoria de Ensino Leste III:

EE Aquilino Ribeiro

EE Dr. Décio Ferraz Alvim

EE Haydeé Hidalgo

EE Jardim Dom Angélico

EE Jardim Wilma Flor

EE Paulo Sarasate

EE Recanto Verde Sol

EE Sebastião Faria Zimbres

EE Sumie Iwata

EE Vila Bela