Ir para o conteúdo Ir para o menu
Polo de desenvolvimento educacional

Estudo demonstra impacto do Ideb na probabilidade de reeleição

Como as divulgações de medidas de qualidade escolar afetam as eleições municipais? Esta pergunta pautou o estudo Impactos eleitorais de melhorias na qualidade da educação básica: evidências para municípios brasileiros, que foi apresentado no Seminário Itaú Internacional de Avaliação Econômica de Projetos Sociais, realizado no dia 17 de outubro, no Rio de Janeiro. O trabalho, apresentado por Renan De Pieri (EESP-FGV), um dos autores do estudo, avalia o impacto de mudanças no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2005 a 2007 na probabilidade de reeleição nas eleições de 2004 e 2008 para municípios com menos de 200 mil eleitores, onde os prefeitos eram aptos à reeleição. A base de dados contemplou cerca de 2.500 municípios em 2004 e 3.200 municípios em 2008.

Os resultados revelaram que mudanças no índice afetaram positivamente as chances de reeleição do prefeito. Na média, um aumento de um ponto na variação entre o Ideb 2005 e 2007 aumenta a probabilidade de reeleição em cerca de 5 a 6 pontos percentuais. “O aumento de um ponto no Ideb é possível, visto que para os municípios da nossa amostra a variação entre o índice 2005 e 2007 foi 0,5 em média”, afirma Pieri.

Outros resultados do estudo mostraram que o impacto do índice é ainda maior para municípios mais pobres e com maior parcela das crianças em idade escolar. De acordo com o pesquisador, o estudo deve ser ampliado. Para isso, serão contemplados os mecanismos adotados pelos prefeitos para aumentar o Ideb e usados os dados no âmbito das urnas, o que permitirá obter informações mais precisas sobre o voto dos eleitores e utilizar o índice de cada escola na análise.