Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Estudantes de todo o país participam de oficinas da Olimpíada de Língua Portuguesa

Até o dia 16 de agosto, uma comissão julgadora da escola selecionará os materiais produzidos em sala de aula que representarão a classe no concurso


Em celebração ao Dia do Estudante, 11 de agosto, o Itaú Social destaca a abrangência da Olimpíada de Língua Portuguesa, que está acontecendo em 27.847 escolas brasileiras, englobando cerca de 1,7 milhões de estudantes, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. O concurso tem como objetivo colaborar para a melhoria do ensino e aprendizagem da leitura e da escrita nas escolas públicas brasileiras.

Os 59 mil professores inscritos trabalharam os cinco gêneros do concurso (Poema, Memórias literárias, Crônica, Documentário e Artigo de opinião) em oficinas realizadas com seus estudantes, entre os dias 22 de fevereiro e 5 de agosto. 

Desde o dia 6 até o dia 16 de agosto, a Comissão Julgadora Escolar está avaliando e selecionando os materiais produzidos pelos docentes na fase das oficinas: Relatos de prática, Linha do tempo e Álbum da turma. Nesta etapa, serão definidos os representantes das escolas em cada gênero literário nas próximas atividades da Olimpíada de Língua Portuguesa. 

Coordenada pelo diretor da escola, a Comissão é composta de três a cinco avaliadores, como professores de Língua Portuguesa que não estejam inscritos nesta edição da Olimpíada, representantes dos pais de estudantes que não estejam participando do concurso ou representantes da comunidade que sejam reconhecidos pelo domínio da Língua Portuguesa e da área do audiovisual (repentistas, cordelistas, contadores de histórias, jornalistas, escritores e poetas). 

Para auxiliar na criação da comissão e apoiar os participantes nos critérios de seleção, está disponível o webinário sobre o tema no canal de YouTube do portal Escrevendo o Futuro. Além disso, é possível conferir mais detalhes sobre os “Critérios de Avaliação” dos Relatos de Prática.