Ir para o conteúdo Ir para o menu
Polo de desenvolvimento educacional

Em encontro em São Paulo, superintendentes banco Itaú são apresentados a ações de mobilização social

No último dia 07, cerca de 160 superintendentes do banco Itaú participaram de um encontro em São Paulo que teve como pauta a apresentação de oportunidades de atuação social na organização. Participaram do debate a vice-presidente de Jurídico, Institucional e de Pessoas do Itaú, Claudia Politanski; a superintendente da Fundação Itaú Social, Angela Dannemamm; e o superintendente do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques. A apresentação teve como objetivo mobilizar os líderes das áreas para que incentivem suas equipes a serem engajadas nas diversas ações mobilização social desenvolvidas pelas instituições, sobretudo por meio do voluntariado. Os executivos reforçaram a importância de projetos sociais para a educação integral, que criam modelos que acrescentam atividades multidisciplinares dentro e fora das escolas, para ampliar o acesso da criança à educação.

O voluntariado corporativo tem sido uma importante ferramenta de engajamento. “Aqui no Itaú, 80% dos colaboradores que participaram nas ações voluntárias no ano passado nunca tinham atuado nesta atividade”, destacou Angela Dannemann em sua apresentação. “Há evidências que programas de voluntariado como o nosso, onde as pessoas doam tempo, habilidades e conhecimento, representam uma porta fundamental para o engajamento social e constituem um verdadeiro laboratório de cidadania”.

Os resultados de 2015, apresentados no evento, demonstram que a adesão à Rede de Ações Sociais Itaú cresceu 30%, com destaque para ações ligadas ao Programa Itaú Criança e à oficina de Uso Consciente do Dinheiro. As ações desenvolvidas especificamente para as áreas do banco envolveram 32 equipes e 1.200 colaboradores. A VP Claudia Politanski valorizou o aumento do engajamento. “Quando se desenvolve o voluntariado, desenvolve-se o trabalho em equipe e as lideranças”, avalia. “Todas as ações nesse sentido devem ser consistentes, conscientes e estruturadas, alinhando projetos que ajudem o crescimento da sociedade e da nação”, acrescentou o Ricardo Henriques.

Angela Dannemann também apresentou as novidades para 2016. A Rede de Ações Sociais Itaú deve ganhar uma plataforma internacional e a oficina Uso Consciente do Dinheiro será expandida para dez novas cidades. No âmbito do Programa Itaú Criança, além das oficinas de mediação de leitura, o tema brincar também será trabalhado em nova modalidade de oficina de voluntariado. Ainda relacionado ao Itaú Criança haverá um piloto da campanha Destinação de Imposto de Renda de Pessoa Física para os clientes Private. Além disso, países da América Latina passarão a desenvolver a campanha Leia Para Uma Criança, com consultoria da Fundação Itaú Social.