Ir para o conteúdo Ir para o menu
Polo de desenvolvimento educacional

Dicas de economia para o público jovem

Segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares 2002-2003, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), cerca de 85% dos brasileiros têm algum grau de dificuldade para chegar ao fim do mês com o rendimento familiar. O economista Luiz Carlos Ewald, conhecido como Sr. Dinheiro por sua orientação em finanças no programa Fantástico, da TV Globo, diz que o conceito básico é não gastar mais do que se ganha. “Todo mundo sabe disso e, no entanto, ninguém segue essa premissa”, diz.

O economista prega que o consumidor tome gosto por procurar o menor preço. “Com isso, é possível economizar até 30%”, pontua. Ele elenca o telefone celular, o pagamento de juros e as tarifas bancárias como os grandes vilões. Com a juventude, a receita não difere. “É preciso que os jovens programem os gastos conforme a fonte de renda, seja com o valor da mesada, a remuneração do estágio ou o salário do primeiro emprego.”

As orientações foram dadas durante uma das palestras que o Banco Itaú organizou durante a Semana do Consumidor Consciente para marcar o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor em 15 de março. Para dar conta do assunto, a Fundação Itaú Social está desenhando uma série de atividades para atuação com a comunidade ao longo deste ano. Entre elas, palestras em universidades e em escolas de ensino fundamental e médio, desenvolvimento de jogo para voluntários da Fundação, oficinas para participantes do Programa Jovens Urbanos e para as organizações não-governamentais parceiras da Fundação e preparação de materiais para o site.