Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Dia de fazer muita diferença

A data oficial para a comemoração do Dia Internacional do Voluntário é 5 de dezembro. Porém, para os cerca de 400 funcionários e seus familiares vindos dos Centros Empresarial Itaúsa – Conceição (CEIC), Administrativo Tatuapé (CAT) e Técnico Operacional (CTO) do Banco Itaú, em São Paulo, sábado passado (6) foi o dia de se lançar em atividades voluntárias. Para compor o Sábado Voluntário foram selecionadas cinco organizações sociais de diferentes áreas de atuação para os colaboradores do banco que tivessem interesse em experimentar esse tipo de trabalho. No Abrigo Bezerra de Menezes, na Zona Leste, que acolhe idosos desamparados, a missão foi decorar o ambiente para o Natal deste ano e organizar uma festa com a presença dos Trovadores Urbanos. Ernesto Nappi Filho, de 69 anos, animado com a cantoria, aproveitou para relembrar as músicas de sua mocidade que não saem de sua cabeça, como as do repertório do grupo Demônios da Garoa. “Isso sim é música!”, exalta. “As de hoje em dia a gente não entende nada do que os cantores falam.” Voluntariado faz parte da vida da funcionária Adriana Figueiredo Narahara, da área Atendimento ao Cliente Itaú Seguros. No entanto, com o Programa Itaú Voluntário, ainda não havia feito nada. “Participar dessa ação aqui no abrigo está sendo uma excelente oportunidade de conhecer o trabalho que o Itaú estimula”, conta. “Vou participar mais do Programa”, promete Adriana. Ações para todos os gostos Outras quatro instituições receberam representantes do Itaú no Sábado Voluntário. A Oficina Boracea, que atende pessoas em situação de rua, ganhou uma horta e teve suas salas de aula, biblioteca e espaço de convivência restaurados. Na instituição Adote um Focinho, que cuida de cachorros maltratados e de rua, os bichos tomaram um banho divertido e o canil foi pintado. A organização não-governamental Viva o Centro, que mobiliza a população para a revitalização do Centro Histórico de São Paulo, recebeu mão-de-obra para plantar mudas e limpar os canteiros da Praça da Sé. O Projeto Arrastão, que colabora na educação e cultura de crianças e jovens da comunidade do Campo Limpo, teve gincana direcionada para esse público, além da catalogação de livros na biblioteca e uma atividade de construção de bancos sustentáveis – feitos com sucata e barro. Para a coordenadora do Programa da Fundação Itaú Social, Cristina Yoshida Fernandes, a ação foi um sucesso. O modelo adotado foi inspirado em pesquisas e workshops realizados com os colaboradores do Banco. “Depois de muito estudo, chegamos a um plano de revitalização do programa de voluntariado do Itaú, sendo uma das ações desse plano o Sábado Voluntário”, explica. A ação faz parte do (LINK), criado pelo banco em 2003 para apoiar o engajamento de seus funcionários em ações sociais. “Esse foi um dia de ‘degustação’. Disponibilizamos várias opções e as pessoas se envolveram com quais têm mais afinidade.” A idéia é que, a partir desse evento, mais colaboradores se aproximem da comunidade e passem a desenvolver atividades voluntárias com mais frequência, com o apoio do Programa Itaú Voluntário. Com o sucesso da primeira edição, o plano é estender o Sábado Voluntário para todo o País. Ano que vem tem mais!