Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Curso do Itaú Social estimula reflexões e parcerias entre agentes que atuam com jovens

Objetivo é possibilitar troca de experiências sobre temáticas para juventudes de baixa renda, estimulando a criação de ações conjuntas entre participantes

O Itaú Social, em parceria com o Instituto Singularidades, lança a formação Juventudes em curso: trajetos e afetos, voltada para agentes que desenvolvam projetos e políticas voltadas para jovens de baixa renda, em diferentes contextos sociais. A proposta é contemplar participantes de múltiplas realidades de atuação, como organizações da sociedade civil, coletivos, instituições públicas e grupos diversos.

“O objetivo da nova proposta de formação é qualificar o debate sobre as temáticas das juventudes brasileiras de baixa renda, por meio de troca de experiências que identifique questões emergentes e potencialize práticas desenvolvidas nos territórios. A formação proporcionará um espaço de construção colaborativa para agentes produtores de ações sociais, culturais e econômicas para o público juvenil”, explica a gerente de Fomento do Itaú Social, Camila Feldberg.

Com etapas presencial e online, o curso também estimulará a construção de projetos coletivos, que podem ser apoiados pelo Itaú Social. As inscrições podem ser feitas aqui, até 13 de janeiro. O site também disponibiliza o edital completo. A idade mínima para participação é 18 anos.

Como critérios de seleção, será considerada a experiência na atuação com juventudes de baixa renda (desejável mínimo de dois anos), trajetória acadêmica/formativa condizente com as temáticas abordadas no curso, articulação com outros atores e iniciativas que atuem nas causas juvenis e autoria em produções que dialoguem nas temáticas das juventudes brasileiras, como conteúdos audiovisuais, registros de projetos desenvolvidos disponíveis em redes sociais e sites, e textos acadêmicos.

Assista à apresentação do curso (continua abaixo do vídeo):


Dinâmica do curso

O curso está dividido em duas etapas. A fase de Imersão ocorre presencialmente na sede do Instituto Singularidades, em São Paulo, de 11 a 19 de fevereiro de 2019. Cada encontro discutirá um tema relacionado à juventude (mais detalhes no edital), e contará com a participação de especialistas convidados. A aula inaugural será feita por Christian Dunker, psicanalista e professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP).

A segunda etapa é opcional. Chamada de Laboratório de Práticas, ocorre de março a julho de 2019, de forma totalmente on-line. O objetivo é estimular a cocriação de práticas inovadoras e articuladas entre participantes do curso, com foco nas juventudes. Os projetos desenvolvidos poderão ser submetidos para recebimento de assessoria e repasse de recursos do Itaú Social, após análise, visando a sua implementação.

Ao final do processo, também será realizado um seminário para compartilhamento das experiências desenvolvidas.

Apoio para participantes
Estão disponíveis duas formas de apoio para participantes::

  1. Serão oferecidas até dez bolsas para participantes que não residam na cidade de São Paulo. Serão custeados transporte de ida e volta, hospedagem e alimentação durante a realização do curso;
  2. Para participantes residentes nas periferias de São Paulo e região metropolitana, também serão selecionados até 10 participantes para receber ajudas de custo para transporte público

Certificação
Participantes que concluírem as duas partes do curso, presencial e online, receberão certificado de extensão universitária validado pelo Instituto Singulares, no total de 102 horas, que pode ser apresentado como atividades complementares em universidades. Já para os participantes que realizarem apenas a primeira etapa presencial (Imersão), será concedido o certificado de 60 horas.

O curso foi formulado a partir dos acúmulos conceituais e das experiências adquiridas pelo Programa Jovens Urbanos, desenvolvido pelo Itaú Social por 14 anos, além da contribuição de outros projetos sociais e rodas de escuta realizadas em 2018 com jovens, educadores e gestores de OSCs, coletivos e especialistas na área de juventudes.