Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Currículo escolar de Goiás é referência

No dia 14 de abril deste mês, a Secretaria da Educação do Estado de Goiás apresentou ao Ministério da Educação (MEC) as principais diretrizes do seuprograma de reorientação curricular. O trabalho consolidado é fruto da parceria entre a Fundação Itaú Social e a Secretaria, com a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

As matrizes foram elaboradas por técnicos pedagógicos da Superintendência de Ensino Fundamental, em parceria com professores da rede e consultores de universidades. Além do plano, também estão sendo desenvolvidas sequências didáticas para todas as disciplinas. “Acreditamos que o processo de ensino e aprendizagem só se efetiva com qualidade quando planejado e executado de maneira integrada e participativa”, justifica a secretária de educação, Milca Severino Pereira.

Desde 2004, a Fundação Itaú Social é parceira da Secretaria para a realização deste trabalho nos conteúdos do 6º ao 9º ano. “Essa é uma das maneiras como a Fundação atua para alcançar seu principal desafio: contribuir para a qualificação do ensino público brasileiro”, explica a diretora da Fundação Ana Beatriz Patrício. “Hoje são poucos os estados que possuem uma matriz curricular unificada, e não conhecemos outro estado que tenha feito essa construção e validação conjuntamente com os professores da rede.”

Edna Martins Borges, coordenadora geral de Ensino Fundamental da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares para a Educação Básica do Ministério da Educação, esteve na sede da secretaria goiana e conferiu a proposta unificada para as séries do 1º ao 9º ano das escolas estaduais. Ela demonstrou entusiasmo e sinalizou o interesse do Ministério da Educação de reunir as experiências de outros estados. “Isso contribui para a construção de um currículo para a união”, defende.