Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional
Notícias Institucional

Conheça cinco iniciativas de apoio aos professores para a continuidade do ano letivo

Ferramentas auxiliam educador a focar nas principais habilidades e competências que os alunos precisam desenvolver, em um momento em que o planejamento escolar está comprometido


A pandemia exigiu dos professores um intenso movimento, em tempo recorde, de adaptação às tecnologias para o ensino remoto. Mas os desafios não pararam por aí. Enquanto as secretarias de Educação trabalham para a retomada das aulas de forma segura do ponto de vista sanitário, docentes precisam se preparar para uma nova realidade.

Em um movimento agregador, instituições que atuam pela causa da educação se articularam na busca por respostas consistentes ao desafio de evitar o aprofundamento das desigualdades. Uma das ferramentas para isso é a construção e disseminação de conteúdos dedicados à formação continuada dos profissionais.

“Os conteúdos foram criados para ajudar o profissional de educação a focar nas principais habilidades e competências que os alunos precisarão desenvolver no restante do ano letivo, para minimizar a perda da qualidade no processo de ensino-aprendizagem”, explica a gerente de Implementação do Itaú Social, Tatiana Bello.

Confira algumas iniciativas:

  1. Polo: Dentro da área temática Educação na Pandemia, o ambiente de formação do Itaú Social oferece cursos sobre a retomada às atividades presenciais com foco na equidade, reabertura das escolas e atividades pedagógicas e acolhimento da comunidade escolar.
  1. Plataforma de Apoio à Aprendizagem: Oferece ferramentas para identificar como os alunos estão em relação aos conhecimentos e habilidades esperados para cada etapa escolar. A iniciativa é do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Frente de Avaliação e demais apoiadores.
  1. Mapas de Foco da BNCC: A ferramenta desenvolvida em parceria pelo Itaú Social e Instituto Reúna ajuda a identificar as aprendizagens e habilidades prioritárias para o avanço dos estudantes em um cenário de flexibilização curricular, como na pandemia. Os Mapas de Foco estão divididos em quatro áreas do conhecimento: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas.
  1. Cátedra de Educação Básica da USP: Estão disponíveis 23 minicursos virtuais e gratuitos sobre os fundamentos, os conteúdos e as perspectivas da educação básica no Brasil. O ciclo é voltado a professores da rede pública e alguns falam sobre o contexto pandêmico como “Educação sem Distância: Flexibilizando Tempos e Espaços na Aprendizagem” e “Dilemas da Educação Básica no Pós-Pandemia”.
  2. Aprendendo sempre: Os conteúdos selecionados para a plataforma visam promover atividades de ensino e aprendizagem fora das escolas, de forma efetiva e com equidade; acolher estudantes no retorno às aulas presenciais e engaja-los no aprendizado. Professores e gestores podem acessar uma agenda de eventos, cursos, webinários e outras atividades de formação e troca de informações on-line.