Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca

AGÊNCIA DE

Notícias

Institucional

Colaboração entre municípios para melhoria da gestão pedagógica é tema de novas tecnologias educacionais

Disponíveis na plataforma do programa Melhoria da Educação, metodologias apoiam na criação de colegiado de educação e de projeto de formação continuada em consórcios intermunicipais


O regime de colaboração incentiva municípios próximos a se unirem para pensar e agir coletivamente sob um mesmo propósito e interesse comum. Juntos, se tornam mais fortalecidos para superar obstáculos semelhantes na educação pública. É para auxiliar neste objetivo que o Itaú Social, por meio do programa Melhoria da Educação, lança as tecnologias educacionais “Colaboração intermunicipal em consórcios públicos” e “Formação continuada em colaboração intermunicipal”.

As metodologias incentivam a criação de uma Câmara Técnica de Educação, colegiado regional que reúne dirigentes e equipes técnicas das redes municipais de um território,que atue no fortalecimento e na gestão das políticas públicas educacionais. Elas foram elaboradas em parceria com a Oficina Municipal.

A proposta é que a implementação das tecnologias conte com o protagonismo e trabalho de prefeitos, prefeitas, dirigentes municipais de educação, além das equipes técnicas das  secretarias municipais de Educação. Confira:

Colaboração intermunicipal em consórcios públicos

A tecnologia educacional tem por objetivo contribuir com o fortalecimento das políticas públicas de educação municipais e com a elaboração, implementação e gestão de projetos regionais de alto impacto nas comunidades regionais por meio de uma Câmara Técnica de Educação.

Resultados esperados com a adoção da tecnologia educacional:

Curto prazo: comprometer, engajar e responsabilizar coletivamente prefeitos e prefeitas, secretários e secretárias, técnicos e técnicas bem como equipes técnicas dos consórcios na pactuação e na gestão da agenda educacional.

Médio prazo: tornar a Câmara Técnica um espaço regional de articulação e formulação de projetos educacionais alinhados às políticas públicas municipais.

Longo prazo: contribuir com a aprendizagem, equidade e qualidade educacional da região por meio do aprendizado compartilhado, do diálogo, de tomadas de decisão mais alinhadas e da realização de projetos regionais entre as redes de educação.

Formação continuada em colaboração intermunicipal

A tecnologia educacional tem por objetivo sensibilizar e orientar processos de colaboração intermunicipal na formulação e execução de projetos de formação continuada de docentes.

Resultados esperados com a adoção da tecnologia educacional:

Curto prazo: dirigentes e equipes técnicas municipais sensibilizadas e cientes das necessidades formativas de suas redes e em condições de elaborar e implementar projeto regional de formação continuada.

Médio prazo: projeto regional de formação continuada implementado e monitorado, tornando a Câmara Técnica de Educação um espaço permanente de reflexão e ação sobre a formação continuada do corpo docente.

Longo prazo: professores com maior acesso a novas práticas e saberes para a sua atuação, atuando na melhoria das condições de aprendizagem dos estudantes e esfera regional com maior capacidade de de planejamento e gestão de projetos de formação permanente do corpo docente.

As duas tecnologias educacionais são fruto de uma experiência exitosa com o Conisul (Consórcio Intermunicipal do Sul do Estado de Alagoas), que reúne 17 municípios. O trabalho iniciou com cada território identificando as fraquezas, os desejos de mudanças e as possibilidades de avanço na educação. A partir deste estudo, a formação continuada foi escolhida como prioridade para trabalhar na região. 

Confira a experiência dos municípios do Conisul

A Câmara Técnica de Educação do Conisul atuou para enfrentamento dos desafios da pandemia de Covid-19. Por meio de atividades on-line, foi possível atingir um maior número de profissionais atendidos, com custo inferior ao que havia sido previsto presencialmente. “Nestes dois anos de participação no programa Melhoria da Educação, os conhecimentos técnicos e orientações precisas dos especialistas foram essenciais para a organização dos passos que o nosso consórcio deverá seguir”, destaca o coordenador de Educação do Conisul e secretário Executivo da Câmara Técnica de Educação, Louristel Erlan de Araujo Silva.

Tecnologia educacional
São metodologias desenvolvidas em parceria com municípios, territórios e parceiros técnicos visando solucionar problemas no campo da educação. Construídas para serem aplicadas de forma simples, as tecnologias educacionais têm a proposta de provocar um impacto relevante nos municípios e nos territórios.

Melhoria da Educação
Desenvolvido há mais de 20 anos pelo Itaú Social, o programa tem o objetivo de contribuir com o fortalecimento das secretarias municipais de educação para garantir acesso, permanência e aprendizado com equidade para crianças e adolescentes. O programa disponibiliza uma biblioteca com 13 tecnologias educacionais, divididas nas categorias “Planejamento e Gestão Administrativa”, “Gestão Pedagógica” e “Comunicação, Participação, Ações Colaborativas e Controle Social”. Todas elas estão disponíveis no site, que também oferece o Autodiagnóstico da Rede de Ensino, instrumento para gestores avaliarem diferentes aspectos da gestão de uma secretaria de educação.

Assine nossa newsletter

Com ela você fica por dentro de oportunidades como cursos, eventos e conhece histórias inspiradoras sobre profissionais da educação, famílias e organizações da sociedade civil.