Ir para o conteúdo Ir para o menu
Polo de desenvolvimento educacional

Avaliação Econômica de Projetos Sociais

Disseminar a importância da realização de avaliações em projetos sociais de organizações não governamentais e esclarecer o papel do avaliador seja ele realizador da ação ou um consultor contratado para avaliar programas desenvolvidos pela instituição. Esses foram alguns dos temas abordados no Debate Avaliação Interna e Avaliação Externa promovido, no início de agosto (5), pela Fundação Itaú Social em parceria com o Instituto Fonte em São Paulo.

A discussão contou com a presença da consultora e pesquisadora na área de avaliação de programas sociais, Martina Rillo Otero, e da especialista em administração para o terceiro setor e coordenadora do setor de avaliação do Instituto Ayrton Senna, Tatiana Filgueiras.

O evento teve a participação de gestores, técnicos de ONGs, líderes de movimentos sociais, avaliadores e estudantes, que refletiram sobre as formas diversas de avaliar programas sociais a partir das diferenças e semelhanças apresentadas entre o avaliador interno – que geralmente pertence à equipe realizadora do projeto – e o avaliador externo – consultor contratado para avaliar a iniciativa.

“Infelizmente, muitas ONGs ainda enxergam a avaliação como algo fiscalizatório, feito para identificar somente os problemas, quando na realidade, os resultados da avaliação permitem que o a organização veja como melhorar o programa”, afirmou a pesquisadora Martina Rillo Otero.

Outro ponto abordado, ao longo do debate, foi a necessidade de as ONGs realizarem monitoramentos dos projetos que desenvolvem. “O monitoramento e a avaliação devem caminhar juntos para que a ONG tenha um resultado melhor. Não adianta ter indicadores e só utilizá-los no final do processo de avaliação. Quando se realiza o monitoramento, a organização tem mais chances de impactar melhor o seu público”, enfatizou a coordenadora do setor de avaliação do Instituto Ayrton Senna, Tatiana Filgueiras.

 

Qualificação

Para apresentar os principais conceitos e os instrumentos básicos de mensuração de impacto e cálculo de retorno dos projetos sociais, a Fundação Itaú Social abre inscrições para o curso gratuito de Avaliação Econômica de Projetos Sociais que será ministrado em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador e Curitiba. A iniciativa já capacitou em torno de 700 gestores e atua na disseminação da cultura de avaliação econômica, por meio, principalmente, de seminários, cursos e avaliação de projetos sociais próprios e de organizações parceiras da Fundação Itaú Social.

Para participar das aulas, os interessados devem ter experiência no uso de Excel e noções básicas de matemática financeira e estatística. As inscrições podem ser efetuadas por meio do portal da Fundação Itaú Social.