Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Assuntos da juventude

Dar visibilidade ao tema juventude e debater propostas de intervenção social para esse público. Esse foi o foco do Seminário Metodologias e Práticas de Programas com a Juventude, realizado nos dias 10 e 11 de novembro, no Centro de Convenções Indianópolis, em São Paulo. O evento foi realizado pela Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Na mesa de abertura, a presidente do Cenpec, Maria Alice Sebubal, enfatizou a importância de aproveitar o momento para discutir políticas para a juventude envolvendo os principais atores no processo. No caso, os jovens. O secretário nacional de Juventude, Beto Cury, aproveitou para dizer que sente uma onda positiva no País em relação ao assunto. “O Brasil só será democrático e soberano se houver oportunidades de inserção dos jovens na cultura, no trabalho e na sociedade”, avalia.

O segundo dia foi organizado com grupos de trabalho relacionados a temas como cidade, cultura, tecnologias, gestão de programas e educação e mundo de trabalho. Todos sob a ótica do tema principal: a juventude. Para encerrar os dois dias de encontro, aconteceu o lançamento da publicação “Jovens Urbanos – Sistematização de uma Metodologia”, que apresenta os eixos metodológicos do Programa Jovens Urbanos e as práticas adotadas no trabalho com juventude em regiões metropolitanas com alto índice de vulnerabilidade.

Segundo a diretora da Fundação Itaú Social, Ana Beatriz Patrício, “a intenção é disponibilizar os aprendizados obtidos ao longo das edições contribuindo com instituições interessadas ou já envolvidas com programas para jovens e contribuindo também para o avanço de políticas públicas para esse público”.