Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Produção de conhecimento a partir de iniciativas de fomento à leitura

O livro de 10 anos do Leia para uma criança


Quando um programa de fomento à leitura comemora 10 anos, é preciso celebrar. Afinal, trata-se do avanço a partir de um duplo desafio. O primeiro é o trabalho permanente em prol do direito à leitura. O segundo, é a consolidação de uma iniciativa que se permite amadurecer e registrar sua experiência ao longo do tempo. No cruzamento destas duas rotas de aprendizagens, abre-se uma terceira: A importância da produção de conhecimento sobre o fomento à leitura.

Sabemos que são muitos os projetos em torno do livro e da leitura protagonizado por bibliotecas escolares e comunitárias, organizações sociais, coletivos culturais, entre outras tantas iniciativas. Temos conseguido aprender com estas experiências que emergem dos territórios? De que forma estas experiências podem contribuir para o desenvolvimento integral das crianças?

Estas e outras questões serão debatidas por Dolores Prades, diretora do Instituto Emília e Paulo Werneck, editor da Revista Quatro Cinco Um.

O webinário aconteceu no canal do Itaú Social no YouTube dia 4 de novembro de 2021.

Convidadas e Convidados

Angela Dannemann, Superintendente do Itaú Social

Engenheira Química (UFBA), Mestre em Administração (IBMEC-RJ) e Especialista em Avaliação de Programas (CEATS/FIA/USP). Atualmente é Superintendente do Itaú Social. Participa dos conselhos do Consocial FIESP (Conselho Superior de Responsabilidade Social), do CIEB (Centro de Inovação da Educação Brasileira), do CIVI-CO – Polo de Impacto Cívico Social e do Unicef (Fundo das Nações Unidas para Infância no Brasil). É associada da ABAVE (Associação Brasileira de Avaliação Educacional) e da AEA (American Evaluation Association) e foi fundadora da RBMA (Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação).

Dolores Prades, Diretora do Instituto Emília

Fundadora, diretora e publisher da Emília. É doutora em História Econômica pela USP e especialista em literatura infantil e juvenil pela Universidade Autônoma de Barcelona; diretora do Instituto Emília e do Laboratório Emília de Formação. Foi curadora e coordenadora dos seminários Conversas ao Pé da Página (2011 a 2015); coordenadora no Brasil da Cátedra Latinoamericana y Caribeña de Lectura y Escritura; professora convidada do Máster da Universidade Autônoma de Barcelona; curadora da FLUPP Parque (2014 e 2105). Membro do júri do Prêmio Hans Christian Andersen 2016, do Bologna Children Award 2016 e do Chen Bochui Children’s Literature Award, 2019. É consultora da Feira de Bolonha para a América Latina desde 2018 e atua na área de consultoria editorial e de temas sobre leitura e formação de leitores.

Paulo Werneck, Editor da Revista Quatro Cinco Um

É editor de livros, jornalista e tradutor literário. Desde 2017, edita a revista Quatro Cinco Um, especializada na cobertura de livros. Traduziu Zazie no Metrô, de Raymond Queneau, A espuma dos dias, de Boris Vian, e Persépolis, de Marjane Satrapi, entre outras obras. Em 1999, publicou ­Cabras – Caderno de viagem, com Antonio Prata, Chico Mattoso e Zé Vicente da Veiga, livro que em 2002 ganhou nova edição, com prefácio de Antonio Candido. Editou, com Chico Mattoso, a revista literária independente Ácaro. Com 11 anos de experiência em editoras, trabalhou na Companhia das Letras e Cosac Naify, tendo participado da elaboração do manual de edição e estilo de ambas. Foi o editor responsável pela criação do caderno Ilustríssima, da Folha de S.Paulo (2010-13). Entre 2014 e 2016, foi o responsável pela curadoria de três edições da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip). É membro da Comissão Consultiva da Universidade do Livro.