Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Polo de desenvolvimento educacional

Educação não presencial na perspectiva dos estudantes e suas famílias – Onda 6


ONDA 6 realizada em maio/2021 com amostra nacional
PESQUISA REALIZADA POR Itaú Social, Fundação Lemann,
Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID e Datafolha
APOIO TÉCNICO Organização Conhecimento Social
CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA EM PDF

Mais de um ano depois do início da pandemia de Covid-19 no Brasil, a 6º onda da pesquisa Educação não presencial na perspectiva dos estudantes e suas famílias, realizada pelo Datafolha e encomendada pelo Itaú Social, Fundação Lemann e BID, mostra dados preocupantes sobre educação a partir da perspectiva das famílias. Para pais e responsáveis os estudantes da educação básica não estão evoluindo na aprendizagem, não estão motivados e admitem que podem abandonar os estudos

Os números também evidenciam as desigualdades históricas do país, agora aprofundadas pela pandemia, com diferenças entre as classes socioeconômicas e risco acentuado nas áreas rurais.

Confira abaixo os principais resultados da pesquisa

OBJETIVOS

Identificar se os
estudantes dos ciclos
Fundamental e Médio
estão recebendo,
acessando e realizando
as atividades de
aprendizado remoto

durante a pandemia
no Brasil e se há indícios
de descontinuidade
nos estudos.

Mapear as
dificuldades
enfrentadas

pelos estudantes
em relação a
acesso, rotinas
e motivação
.

Identificar percepções
dos responsáveis sobre
qualidade do apoio das
escolas, evolução nos
estudos, possibilidades
de abandono
, assim
como os desafios no
apoio da rotina
de
aprendizagem em casa.


ESTRUTURA E METODOLOGIA DA PESQUISA

UNIVERSO
Pais ou responsáveis de estudantes de escolas públicas municipais e estaduais brasileiras, com idades entre 6 e 18 anos, dos Anos Iniciais, Finais e Ensino Médio, entrevistados via telefone.

AMOSTRA
Proporcional às matrículas do Censo de Educação 2020. Representativa por região.



ESTUDANTES COM INDÍCIO DE DESVINCULAÇÃO DE APRENDIZAGEM

POPULAÇÃO ESTIMADA: 6 a 18 anos ou mais – PNAD 2019/Estimativa 2020 (Brasil) 38.681.


ESTUDANTES FORA DA ESCOLA E MOTIVOS

Para os responsáveis, os principais motivos para que crianças ou adolescentes matriculados em 2020 não estarem matriculados em 2021 são:

BASE: crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos que não estão matriculados na escola em 2021 – 59 entrevistas.


ESTUDANTES EM RISCO

ADAPTADOS
Estão motivados, evoluindo e não têm dificuldades

RESILIENTES
Não evoluem, não estão motivados, é difícil manter a rotina, mas não têm medo de desistir da escola

SUPERADORES
O diferencial com os adaptados é a dificuldade em manter a rotina

EM RISCO
O diferencial com os resilientes é ter medo de desistir da escolas


REABERTURA DAS ESCOLAS

BASE: estudantes – 1.997 entrevistas.


O QUE A ESCOLA ESTÁ FAZENDO NO RETORNO ÀS AULAS PRESENCIAIS

63%

dos estudantes matriculados em escolas que reabriram estão sendo avaliados no retorno às aulas presenciais

29%

estão recebendo aulas de reforço

BASE: 272 entrevistas com estudantes que foram à escola após a reabertura.


ACESSO AOS CONTEÚDOS

Dados do Censo de Educação 2020 – 27.043.429 estudantes matriculados em escolas públicas entre 6 e 18 anos
BASE: estudantes – 1.997 entrevistas.

ACESSO AOS CONTEÚDOS ESTE ANO

PARTICIPAÇÃO DE ATIVIDADES FORA DA ESCOLA, COMO INGLÊS, ESPORTES, ARTES, INFORMÁTICA OU MÚSICA


DESAFIOS NA ROTINA

BASE: estudantes – 1.940 entrevistas com estudantes com aulas on-line ou presenciais.


PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO

BASE: estudantes – 498 entrevistas matriculados no 1º, 2º ou 3º Anos do Ensino Fundamental.

Na percepção dos responsáveis os estudantes em “processo de alfabetização” são os que possuem a maior dificuldade em manter uma rotina de estudos em casa:


PROPÓSITO DA ESCOLA

Para os responsáveis, o principal propósito da escola é ajudar os estudantes a obter autoconhecimento e encontrar um propósito na vida


RELAÇÃO FAMÍLIA-ESCOLA

APOIO DAS ESCOLAS
PARA AS FAMÍLIAS

76%

dos responsáveis receberam orientações da escola para continuar apoiando os estudantes a fazerem as atividades

72%

das famílias disseram ter professores disponíveis para tirar dúvidas

42%

dos responsáveis tiveram informações sobre aprendizado ou dificuldades dos estudantes

BASE: 1.315 responsáveis.


ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA


ESTUDANTES COM DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM