Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca
Programas Letras e números Escrevendo o futuro

Escrevendo o futuro

Um novo desenho

Diante dos desafios da pandemia, estratégia de formação de professores de língua portuguesa atua para evitar o aumento de desigualdades educacionais, constrói um modelo totalmente on-line e amplia a oferta de cursos

Imagem de vídeo do programa Escrevendo o Futuro, que organiza a Olimpíada de Língua Portuguesa: formação que proporciona inovação, inspiração e compartilhamento de experiências entre educadores

O programa Escrevendo o Futuro contribui para a melhoria do ensino e da aprendizagem da língua portuguesa em escolas públicas de todo o país. Desde 2002, vem realizando diversas modalidades de formação presencial e à distância para educadores, além da Olimpíada de Língua Portuguesa, desenvolvida em parceria com o MEC (Ministério da Educação). No ano de 2020, o distanciamento físico imposto pela pandemia de Covid-19 trouxe um problema especialmente desafiador para uma iniciativa que há anos mobiliza dezenas de milhares de professores e estudantes, de escolas de quase 90% dos municípios brasileiros, e que, paralelamente ao crescente compartilhamento de cursos on-line, tem valorizado a realização de atividades presenciais para encontros e formações. Assim, os esforços imediatos do programa se concentraram em dar respostas rápidas que contribuem para evitar o aumento das desigualdades educacionais: ampliar imediatamente a oferta de formações on-line e a disponibilidade de vagas; e construir um novo formato para a Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa, redesenhando seu modelo para que em 2021 a sua 7ª edição se realize de modo totalmente on-line e com foco ainda maior na produção coletiva e no protagonismo do educador.


Por meio do portal Escrevendo o Futuro, ambiente de formação à distância para educadores, o programa promove interação entre os usuários, disponibiliza materiais, metodologias e notícias e divulga ações. A cada dois anos, organiza a Olimpíada de Língua Portuguesa, estratégia de formação de professores que se realiza por meio de concurso de produção de texto para estudantes de escolas públicas de todo o país, do 5º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. Professores inscritos orientam seus alunos a escreverem textos nas categorias: poema, memórias literárias, crônica, artigos de opinião e documentário.


No ano de 2020, o programa registrou a participação de 9.737 educadores de 2.237 municípios, beneficiando 657 mil crianças, adolescentes e jovens. Além do crescente alcance, destaca-se a percepção da qualidade da formação, segundo avaliação dos próprios usuários. O nível de satisfação dos beneficiários diretos das ações desenvolvidas é calculado pelo método NPS (Net Promoter Score), no qual o Escrevendo o Futuro atingiu nível de excelência, com 89 pontos. Entre os participantes das formações, 87% declararam ter ampliado seus conhecimentos na temática abordada.

Saiba mais

Aprender para melhor ensinar — a Olimpíada de Língua Portuguesa

Em números

9.737

participantes

2.237

municípios

747

secretarias de Educação

657 mil

crianças, adolescentes e jovens beneficiados

87%

dos beneficiários declararam ter ampliado seu conhecimento no tema da formação

89

pontos (nível de excelência) na pesquisa com usuários

Parceiros

Canal Futura

Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária)

Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação)

Fundação Roberto Marinho

MEC (Ministério da Educação)

Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação)

Ficha técnica

Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren Ipsus Dolor Sit Amet Loren.

Relatório 2020 - Itaú Social