Ir para o conteúdo Ir para o menu

Linha de atuação

Recursos para quem quer realizar

Formação para quem quer aprender

Redes de Territórios Educativos

O Brasil é uma das maiores economias do mundo, mas ocupa a 79ª posição entre os 188 países avaliados pelo Índice de Desenvolvimento Humano (Nações Unidas, 2016). Embora os indicadores sociais venham melhorando significativamente desde a década de 1990, a sociedade brasileira ainda apresenta acentuados níveis de desigualdade. Essa situação atinge de maneira mais forte crianças e adolescentes.

  • Acreditamos na soma de esforços entre Estado e sociedade civil organizada, na atuação em rede e na formação de parcerias como alternativas para que esse cenário possa ser revertido.

 

O contexto

A garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes passa pela atuação de diferentes setores: escolas, organizações da sociedade civil, equipamentos culturais, de saúde, de assistência social. É comum que, num mesmo município, essas iniciativas atuem de forma efetiva, mas pouco integrada. Com isso, o impacto das ações pode ser reduzido. Como articular os saberes e unir esforços em prol de um objetivo comum?

  • Acreditamos no fortalecimento da sociedade civil, na busca da integração entre suas boas práticas, como forma de alcançar o desenvolvimento pleno de crianças e adolescentes.

 

Finalidade

A proposta do programa Redes de Territórios Educativos é criar laços de confiança e parceria entre organizações da sociedade civil.

  • A promoção do trabalho em rede e o fomento de ações integradas e articuladas entre diferentes organizações podem ampliar as possibilidades de colaboração, de aprendizado e de ganhos mútuos.

 

Descrição do programa

O programa Redes de Territórios Educativos promove assessoria a organizações da sociedade civil na elaboração e implementação de estratégias de educação integral. As OSCs são estimuladas a atuar de forma articulada, criando redes de territórios educativos capazes de ampliar a oferta de ações para aumentar as oportunidades de aprendizagem dos estudantes, em especial daqueles socialmente mais vulneráveis.

 

 

Referências

  • OSC e Escola Pública – Uma parceria que transforma;
  • Percursos da educação integral em busca da qualidade e da equidade;
  • Tendências para a Educação Integral;
  • Territórios Educativos: como aprender na cidade? (2018);
  • Territórios Educativos para Educação Integral (2014).

 

Parceiro 

Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (Cieds)