Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a Busca

Pilar

Formação de profissionais da educação

Letras e Números

Quadro a quadro com legenda do vídeo

Para que a educação de uma pessoa se desenvolva plenamente, é preciso assegurar o pleno domínio de três competências que envolvem raciocínios complementares: a leitura, a escrita e a matemática. Como promover esse encontro?

  • Acreditamos que, mesmo em contextos desafiadores, é preciso ir ao encontro de saídas que somem e multipliquem esses saberes.

 

O contexto

O Brasil é um país de dimensões continentais. Suas potencialidades, porém, são proporcionais aos seus desafios. Os exemplos desse desequilíbrio são muitos e os resultados apontados por estudos recentes são alarmantes. Segundo o Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf 2018), apenas 12% da população brasileira em idade de trabalhar é considerada plenamente capaz de entender e de se expressar por meio de letras e números. No Ensino Médio, apenas 4,52% dos estudantes apresentam aprendizagem adequada em matemática e 1,62% em língua portuguesa, de acordo com o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb 2017). O mesmo indicador revela que menos da metade das crianças atingem níveis adequados de proficiência em matemática e leitura ao final do 3° ano do Ensino Fundamental.

  • Para o Itaú Social, ações que promovem o uso social da leitura, da escrita e da matemática são investimentos estratégicos, pois o domínio dessas competências fundamentais permite o acesso às demais áreas do conhecimento e garante a participação social efetiva.

 

Finalidade

A proposta do programa “Letras e Números” é promover e/ou apoiar ações que enxerguem a leitura, a escrita e a matemática como instrumentos de cidadania, deslocando a visão consagrada de que são “meras competências escolares” para o entendimento de que são elementos constitutivos da vida plena na sociedade.

 

Parceiros

 

Referências

Confira o depoimento da professora Cintia de Paula, da Escola Professora Nilda Maria Carvalho, participante do Programa: