Ir para o conteúdo Ir para o menu

Linha de atuação

Formação para quem quer aprender

Avaliação para quem quer aprimorar

Ambiente de Formação

Em que ambiente a aprendizagem se dá? Os lugares da aprendizagem são muitos, bem como os modelos para compartilhar conteúdos e as formas de gerar trocas de experiência. Como propor uma dinâmica que seja ao mesmo tempo autoreflexiva e baseada na prática?

 

  • Acreditamos que os espaços de formação devam ser colaborativos, adaptáveis a diferentes perfis, instigantes e que abram novas perspectivas para as pessoas.

 

O contexto

Muitas vezes, os esforços de construção de modelos de aprendizagem invertem o que é desejável: primeiro desenvolvem as ferramentas, para depois “encaixar” os usos e experiências prévias, colocando o que é dinâmica social e o que é conhecimento humano em segundo plano em relação à metodologia empregada.

 

  • Para nós, construir modelos de aprendizagem significa unir experiências prévias com soluções colaborativas, que estimulem a emergência de novos conhecimentos fundados na prática e nas vivências.

 

Finalidade

A proposta do Programa “Ambiente de Formação” é construir espaços de aprendizagem que se baseiem em cinco princípios: sejam ambientes reais e virtuais; promovam a troca de experiência entre os pares; valorizem as experiências prévias; privilegiem a prática e promovam a diversidade.

O Programa propõe espaços de formação com conteúdos disponibilizados em diferentes percursos formativos.

 

Parceiros

  • Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec);
  • Centro de Referências em Educação Integral;
  • Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (Cieds);
  • Instituto de Tecnologia Social (ITS);
  • Revista Nova Escola.