Ir para o conteúdo Ir para o menu
Logo Itaú Social
Polo de desenvolvimento educacional

Programas

Linha de atuação

Avaliação para quem quer aprimorar

Formação para quem quer aprender

Ambiente de Formação

Em que ambiente a aprendizagem se dá? Os lugares da aprendizagem são muitos, bem como os modelos para compartilhar conteúdos e as formas de gerar trocas de experiência. Como propor uma dinâmica que seja ao mesmo tempo autorreflexiva, baseada na prática e que possibilite a interação entre os usuários?
  • Acreditamos que os espaços de formação devam ser colaborativos, instigantes, considerar os diferentes perfis e que abram perspectivas para as pessoas construírem novos conhecimentos.
 

O problema

Muitas vezes, os esforços de construção de modelos de aprendizagem invertem o que é desejável: primeiro desenvolvem as ferramentas, para depois “encaixar” os usos e experiências prévias, colocando o público e suas necessidades de aprendizagem em segundo plano em relação à metodologia empregada.
  • Para nós, construir modelos de aprendizagem significa unir experiências prévias com soluções colaborativas, que estimulem a emergência de novos conhecimentos fundados na prática e nas vivências. A formação continuada é um espaço de produção e troca de diferentes saberes por meio de um processo permanente de reflexão sobre a prática.
 

Finalidade

A proposta do programa “Ambiente de Formação” é construir espaços de aprendizagem que se baseiem em cinco princípios: sejam ambientes reais e virtuais; promovam a troca de experiência entre os pares; valorizem as experiências prévias; privilegiem a prática e promovam a diversidade. Nosso propósito é conectar as pessoas para uma aprendizagem colaborativa, contribuindo assim para a transformação de suas práticas. Acreditamos no encontro entre saberes e diversidade para a composição de uma sociedade menos desigual. O programa propõe espaços de formação com conteúdos disponibilizados em diferentes percursos formativos, ou seja, um caminho a ser seguido para o desenvolvimento de competências necessárias para desempenhar um papel e/ou uma atividade. Atualmente, estão disponíveis as seguintes oportunidades formativas:
  • Leitura e Escrita
  • Matemática
  • Gestão Social
  • Monitoramento e Avaliação
 

Parceiros

  • Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec)
  • Centro de Referências em Educação Integral
  • Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (Cieds)
  • Instituto de Tecnologia Social (ITS)
  • Revista Nova Escola

Avaliação para quem quer aprimorar

Avaliação e Monitoramento

Os investimentos em projetos sociais ocupam cada vez mais destaque na agenda da iniciativa privada. As ações das empresas nesse campo evoluíram da caridade para as ações definidas como Investimento Social Privado (ISP). Ele se caracteriza pelo repasse voluntário de recursos a projetos sociais de forma planejada e monitorada, com capacidade de gerar mudanças relevantes para o público envolvido. Essa prática é recente no Brasil, mas os recursos aplicados já atingem volume considerável. Números do último Censo Gife, pesquisa que coleta a cada dois anos as principais informações sobre o ISP no Brasil, mostram que em 2016 foram aplicados R$ 2,9 bilhões em projetos e programas sociais. Esse cenário levanta algumas perguntas:
  • Os recursos foram investidos da forma mais eficiente?
  • O público-alvo foi devidamente contemplado?
  • As transformações pretendidas foram geradas?
  • Qual foi a magnitude do impacto?
  • Os processos de implementação foram devidamente realizados?
 

O contexto

No atual cenário econômico, com redução de gastos em todos os setores, a avaliação e o monitoramento ganham ainda mais importância para subsidiar a gestão no aprimoramento de projetos e para otimizar a alocação de recursos. Estes instrumentos são cruciais, ainda, para apoiar as organizações no desafio de serem efetivas e criativas no enfrentamento a problemas sociais complexos.
  • Avaliações de impacto podem (e devem) ser utilizadas em situações de alta complexidade, não estão restritas a apenas um método de pesquisa e são fundamentais para qualificar o processo de tomada de decisão.
  • Uma boa avaliação propicia ampla prestação de contas não só aos financiadores, como aos participantes do projeto e à sociedade em geral. Desta forma, contribui para o aumento da transparência e permite uma tomada de decisão mais focada na adequação das estratégias e processos ao contexto, bem como na criação de novas iniciativas.
 

Finalidade

A proposta do Programa “Avaliação e Monitoramento” é elaborar e realizar avaliações e monitoramentos internos e externos, relacionados aos diversos programas educacionais encampados pelo Itaú Social, que permitam aos seus gestores o melhor acompanhamento das ações. São utilizadas metodologias que combinam abordagens quantitativas e qualitativas. Os pilares do programa são:
  • implantar modelos de monitoramento estratégico que permitam acompanhar o desempenho de indicadores de processos e de resultados intermediários, além de possibilitarem uma melhor análise dos resultados das avaliações;
  • subsidiar a tomada de decisões para o planejamento e aprimoramento dos programas;
  • gerar insumos para a realização de cursos de formação em metodologias de avaliação para gestores de projetos sociais e outros atores das políticas públicas;
  • disseminar a importância da avaliação e do monitoramento por meio de ações como seminários e produção de publicações de referência.
A plataforma Rede Itaú Social de Avaliação oferece mais informações sobre oportunidades de formação e materiais de referência sobre a temática.          

Referências

  • As Fundações Privadas e Associações sem Fins Lucrativos no Brasil – IBGE
  • Censo Gife 2016
  • Publicação Avaliação Econômica de Projetos Sociais
  • Série de publicação Avaliação do Investimento Social Privado

Avaliação para quem quer aprimorar

Pesquisas

Por que pesquisar? Quando e como pesquisar? O que pesquisar?
  • A pesquisa tem o potencial de provocar atitudes de reflexão e de transformação que, no nosso caso, promovem a interação entre teoria e prática, provocando rupturas com o senso comum e mapeando respostas a perguntas que abrem novos caminhos.
 

O contexto

A educação pública no Brasil ainda enfrenta graves desafios: garantir a permanência e a aprendizagem dos alunos; reduzir as desigualdades nas escolas e redes de ensino; valorizar e oferecer boas condições de trabalho aos professores; envolver família e comunidade no ensino; ampliar o atendimento à população; integrar a atuação das escolas, das organizações da sociedade civil e de outras oportunidades do território, visando ao desenvolvimento pleno das pessoas.
  • Encontrar soluções que contribuam para a resolução desses problemas passa por esforços diversos. Dentre eles, colocar em prática um olhar sensível de diagnóstico, que gere percepções mais acuradas sobre a realidade, dando base para o desenho e o aprimoramento de políticas públicas e projetos sociais mais efetivos.
 

Finalidade

Por meio do nosso programa de Pesquisas, buscamos realizar e apoiar investigações que:
  • ofereçam insumos para o desenvolvimento dos projetos próprios do Itaú Social;
  • disponibilizem para a sociedade informações relevantes, que contribuam para que o poder público e outros atores atuem em prol da melhoria da educação no Brasil.
O programa investe em pesquisas aplicadas, que busquem testar soluções para os desafios que a educação pública enfrenta no Brasil. As pesquisas desenvolvidas estão disponíveis, na íntegra, na área de Publicações deste site.